Governador do Distrito 1970 visita Rotary Club da Maia

O Rotary Club da Maia recebeu, esta terça-feira, a visita oficial do novo Governador do Distrito 1970, Henrique Maria Alves. O encontro começou com uma sessão de cumprimentos na Câmara Municipal da Maia, onde os rotários foram recebidos pelo presidente, Bragança Fernandes, que é também sócio honorário do Rotary da Maia, pelo presidente da Assembleia Municipal da Maia, Luciano Gomes, e pelo vereador Paulo Ramalho, ambos sócios recentes do clube de serviços maiato.

Ao edil da Maia, o Governador agradeceu tudo aquilo que tem feito não só pelo clube mas também pelo movimento rotário. Depois, num diálogo animado em que Luciano Gomes, “caloiro” em questões rotárias, dizia ainda ter muito para aprender, o edil da Maia dizia não ser grande contribuinte para a causa. No entanto, a presidente do RC Maia, Liliana Rocha, corrigiu o autarca dizendo-lhe que, por vezes, “mais rotário é quem ajuda como ele faz, que está sempre disponível para colaborar”.

Quanto ao plano de actividades para o ano rotário, que termina em Junho de 2009, afirma a presidente, ainda não foi aprovado porque como o clube reúne à terça-feira. A primeira reunião foi a transmissão de tarefas e a segunda a visita do Governador. Portanto, apenas na próxima semana deverá ser aprovado. No entanto, foi adiantando que, este ano, pretendem manter os projectos que já estão em curso no clube da Maia, nomeadamente o apoio ao Centro de Dia e o banco de cadeira de rodas e a nível rotário.

Liliana Rocha quer começar a implementar o Plano de Liderança de clubes. “Nós vamos tentar dar início no RC da Maia aos formalismos do Plano e é no âmbito desse projecto que pretendemos levar a cabo algumas actividades, começando por uma espécie de apuramento do que são as necessidades da nossa comunidade para que possamos programar a nossa actividade não só deste ano mas também dos próximos anos”, explicou.

Do plano de actividades para este ano faz ainda parte a candidatura a um subsídio equivalente, numa parceria com o Rotary Club de Ourense, para a aquisição de um hospital de campanha para a Colômbia e continuar a contribuir para a Rotary Foundation.

Depois da recepção na Câmara Municipal e de uma visita ao edifício, o Governador encontrou-se com o conselho director para uma reunião de trabalho, passou pelo marco rotário inaugurado em Março, dia da visita oficial do Governador cessante, Bernardino Pereira, do RC Maia e seguiu para o jantar, momento de convívio entre os rotários.

Em início de ano rotário, uma vez que só tomou posse no passado sábado, dia 5 de Julho, Henrique Maria Alves diz que o espera pela frente um trabalho árduo. É que “são 84 clubes para visitar num período curto. Mas vai ser feito no sentido de todos terem a presença do Governador em altura própria”, garante. E no périplo pelos clubes, afirma que vai fazer passar a mensagem do presidente do Rotary Internacional, Dong Kurn Lee, no sentido de “fazer tudo para diminuir a mortalidade infantil, não propriamente em Potugal mas no mundo porque felizmente Portugal tem uma taxa de mortalidade muito baixa”.

Ao longo das visitas oficiais “vou tentar sensibilizar os clubes para, através da Rotary Foundation conseguir parcerias no sentido de actuar principalmente nos países lusófonos onde, por exemplo, Angola ocupa o primeiro lugar no número de crianças que morrem até aos cinco anos, por isso, vamos tentar fazer alguma coisa por aqueles que não têm culpa de terem nascido onde nasceram”, conta Henrique Maria Alves.

Esta terça-feira fez então a primeira visita oficial à Maia, um clube que, adianta, conhece bem que me “merece” a sua “admiração”. “Por tudo aquilo que tem feito, por tudo aquilo que tem idealizado fazer penso que continuará a ser um clube grande do distrito”, sublinha o Governador.

Isabel Fernandes Moreira