Festival de Teatro Cómico da Maia começa hoje

Começa hoje a 14ª edição do Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia. Até 12 de Outubro, vão passar pelo Fórum da Maia e pelo seu espaço exterior 22 companhias de teatro, sendo que 13 são nacionais, vindas do Porto, Serpa, Lisboa, Viana do Castelo, Coimbra e Évora, e nove são estrangeiras, oriundas de Espanha, Itália, Chile, Alemanha, Bélgica, Austrália, Inglaterra e Cabo Verde.

Ao todo, serão apresentados 33 espectáculos formando um cartaz que, na terça-feira à tarde, na conferência de imprensa de apresentação do festival, o director artístico definiu como sendo imperdível. Por isso mesmo, José Leitão não consegue recomendar apenas um para que o pública assista. “É difícil escolher e dizer qual é o melhor espectáculo das 21h30. Se as pessoas puderem ver os espectáculos todos os dias, vão ver espectáculos imperdíveis”, afirma.

Maria do Céu Guerra

Das companhias que vão passar pela Maia, algumas são já conhecidas dos maiatos. É, por exemplo, o caso de Elliot, da Bélgica, um dos grandes sucessos do festival, há cerca de cinco anos e que regressa à Maia no domingo, dia 5 de Outubro. O público da Maia vai também ter, este ano, a oportunidade de ver uma companhia australiana, na quarta-feira, dia 8 de Outubro. “É um virtuoso do teatro cómico que juntou dois músicos e um cão que vão fazer com que as pessoas riam a bandeiras despregadas. Este responsável destaca ainda algumas das companhias portuguesas, nomeadamente o Chapitô e a companhia “A Barraca” / Maria do Céu Guerra (na imagem), esta última responsável pelo espectáculo de abertura. “Um espectáculo que é mítico, que tem arrebatado prémios internacionais na América do Sul e ganhou o prémio Unesco”.

Destaque ainda para a companhia Art’Imagem que estreou em Cabo Verde um texto de um autor cabo-verdeano e que agora vai subir ao palco do Fórum da Maia. Será no dia de encerramento e será a primeira apresentação em Portugal de “Ptolomeu e a sua viagem de circum-navegação”. Será também o Art’Imagem a fazer a animação de rua diária.

No que toca ao café-teatro, José Leitão garante que este também está recheado de “coisas novas”. No geral, o director artístico realça que o cartaz é “muito bom” em termos de qualidade. E acrescenta que a organização, por vezes, depende da disponibilidade das companhias. “Há um conjunto de coisas que, às vezes, são mais favoráveis ou menos favoráveis e também temos tido sorte porque as coisas têm sido preparadas com tempo e isso tem-nos permitido, com os mesmos orçamentos, trazer grandes companhias”, sublinha.

Os custos de divulgação e programação ronda os 143 mil euros. É o mesmo valor há cerca de cinco anos, garante o vereador da Cultura da Câmara Municipal da Maia, Mário Nuno Neves. O autarca acredita que será um “dos festivais mais baratos do país”, mas também um dos melhores.

No ano passado passaram pelo festival cerca de 12 mil pessoas e a organização pretende manter o nível a que se foi habituando dificilmente poderá atingir outros números devido, principalmente, a questões de espaço, afirma o vereador da Cultura da Câmara da Maia.

Isabel Fernandes Moreira

Bilhetes

Os espectáculos das 21h30 custam 2,5 euros, os das 23h30 custam 2 euros e os bilhetes conjuntos para a sessão das 21h30 e 23h30 custam 4 euros.

Programa do Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia

Dia 3, sexta-feira

[ 21.30h ]
“Que Siga la Fiesta” ¬  TARA ‘N’ TELA . Itália / Chile  ¬  M/4
[ 22.30h ]
“O Pranto de Maria Parda” ¬  A BARRACA / MARIA DO CÉU GUERRA . Portugal  ¬  M/6

Dia 4, sábado
[ 16.00h ]
“Celebrando con Pippo” ¬  TARA ‘N’ TELA . Itália / Chile  ¬  M/4
[ 21.00h ]
“D. Quixote e Sancho Pança” – animação teatral de rua ¬  TEATRO ART’IMAGEM . Portugal
[ 21.30h ]
“Zic-Zag” ¬  JOSEPH COLLARD . Bégica  ¬  M/6
[ 23.30h ]
“A Fraude” ¬  LEANDRO MORGADO . Portugal  ¬  M/12

Dia 5, domingo
[ 16.00h ]
“Cock-Tales” ¬  PAS PAR TOUT . Alemanha ¬  M/4
[ 21.00h ]
“Capuchinho Vermelho” – animação teatral de rua ¬  TEATRO ART’IMAGEM . Portugal
[ 21.30h ]
“Best Off” ¬  ELLIOT . Bélgica  ¬  M/6
[ 23.30h ]
“Brother and sister Klops” ¬  PAS PAR TOUT . Alemanha  ¬  M/4

Dia 6, segunda-feira
[ 21.00h ]
“As Executivas” – animação teatral de rua ¬  TEATRO ART’IMAGEM . Portugal
[ 21.30h ]
“El Jefe de todo esto” ¬  ADOS TEATROA . País Basco, Espanha  ¬  M/16
[ 23.30h ]
“Trasno” ¬  PABLO TRASNO . Galiza, Espanha ¬  M/12

Dia 7, terça-feira
[ 21.00h ]
“Madame Gaby” – animação teatral de rua ¬  TEATRO ART’IMAGEM . Portugal
Varzim
[ 21.30h ]
“Drákula” ¬  COMPANHIA CHAPITÔ . Portugal  ¬  M/12
[ 23.30h ]
“Adúlteros Desorientados” ¬  VISÕES UTEIS . Portugal  ¬  M/16

Dia 8, quarta-feira
[ 21.00h ]
“As Árvores” – animação teatral de rua ¬  TEATRO ART’IMAGEM . Portugal
[ 21.30h ]
“Gadgets” ¬  JOEL SALOM . Austrália  ¬  M/6
[ 23.30h ]
“Vêm aí os Cómicos” ¬  PIM TEATRO . Portugal  ¬  M/12

Dia 9, quinta-feira
[ 21.00h ]
“Homo Habílis” – animação teatral de rua ¬  TEATRO ART’IMAGEM . Portugal
[ 21.30h ]
“Caravan Cabaret” ¬  BAAL 17 / AL-MASRAH TEATRO . Portugal  ¬  M/12
[ 23.30h ]
“Stand da Comédia” ¬  HUGO SOUSA, JOÃO SEABRA E MIGUEL 7 ESTACAS . Portugal  ¬  M/16

Dia 10, sexta-feira
[ 21.00h ]
“Os Comediantes” – animação teatral de rua ¬  TEATRO ART’IMAGEM . Portugal
[ 21.30h ]
“Exit Napoleon – Pursued by Rabbits” ¬  NOLA RAE . Inglaterra  ¬  M/6
[ 23.30h ]
“Cabaré da Santa” ¬  O TEATRÃO . Portugal  ¬  M/16

Dia 11, sábado
[ 16.00h ]
“Dança Comigo” ¬  MARIONETAS, ACTORES & OBJECTOS . Portugal  ¬  M/4
[ 21.00h ]
“A Nau Catrineta” – animação teatral de rua ¬  TEATRO ART’IMAGEM . Portugal
[ 21.30h ]
“Quem te Improvisa teu Amigo é” ¬  COMMEDIA A LA CARTE . Portugal  ¬  M/12
[ 23.30h ]
“Gil e Vicente – Uma Viagem de Barca ao Inferno” ¬  MAU ARTISTA . Portugal  ¬  M/12

Dia 12, domingo
[ 16.00h ]
“Queres que te Conte Outra Vez?” ¬  DELPHIM MIRANDA . Portugal  ¬  M/4
[ 21.00h ]
“A Menina, o Balão e o Vilão” – animação teatral de rua ¬  TEATRO ART’IMAGEM . Portugal
[ 21.30h ]
“Ptolomeu e a sua viagem de circum-navegação” ¬  TEATRO ART’IMAGEM . Portugal  ¬  M/16
[ 23.30h ]
“Músicas do Mundo” ¬  BILAN . Cabo Verde / Portugal  ¬  M/12

• programa sujeito a alterações