Stand-up comedy estreou-se e é para continuar no Festival de Teatro Cómico

Foram cerca de 12 500 pessoas a rir, na Maia, entre os dias 3 e 12 de Outubro. Este é, pelo menos, o número de espectadores estimado pela organização do 14º Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia. Falamos da Câmara Municipal da Maia, que contou com a colaboração do Teatro Art’Imagem, responsável pela direcção artística do festival.

As contas correspondem aos 33 espectáculos exibidos nos diversos locais do Fórum da Maia. Pelo espaço exterior, Grande Auditório e junto ao bar do Fórum da Maia, passaram este ano 22 companhias de teatro, sendo nove estrangeiras. Vieram da vizinha Espanha, de Itália, Inglaterra, Bélgica, Alemanha, Chile, Austrália e até de Cabo Verde.

O vereador do pelouro da Cultura reconhece a “significativa” afluência do público, bem como a “grande qualidade” dos espectáculos. Por isso, Mário Nuno Neves conclui que “se concretizaram todos os objectivos”. Por seu turno, o responsável do Art’Imagem admite que não sairão deste números os próximos anos do festival, tendo em conta que “não há capacidade, neste figurino, de avançarmos mais”.

Crescer só seria possível recorrendo a mais espectáculos de rua, mas recorda José Leitão que, para além dos custos que acarretam, estão sempre sujeitos às condições atmosféricas. E foram as más condições atmosféricas de domingo que inviabilizaram o espectáculo de rua previsto para essa noite.

Marta Costa

(Notícia a desenvolver na edição de sexta-feira de Primeira Mão)