“Os Verdes” acusam Governo de “desinvestir” no distrito do Porto

“O distrito de Porto regista uma redução de mais de 850 milhões de euros de investimento do Governo na proposta de Programa de Investimento e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC)”. A afirmação é do Partido Ecologista “Os Verdes”, que comparou os valores com os apresentados no início do mandado do Governo de José Sócrates.

Na semana passada, em conferência de imprensa, o partido afirmou ser visível “uma brutal diminuição do investimento público de 70,8 por cento face a 2005”. Uma redução percentual de verbas, acrescentam, “que só é ultrapassada” a nível nacional pelo distrito de Santarém, que apresenta uma redução de 73,2 por cento face a 2005.

Os Verdes dizem ainda que se verifica que o investimento previsto para o distrito do Porto representa hoje “somente” 8,7 por cento do PIDDAC nacional, quando em 2005 representava “quase” 18 por cento, “o que reflecte bem aquilo que foi a política de desinvestimento a que região tem estado votada”.

O Partido Ecologista adianta também que “incompreensivelmente”, se verifica o “desaparecimento” de projectos plurianuais constantes no PIDDAC para 2008. “É o caso do Arquivo Distrital do Porto, Centro Português de Fotografia, escola EB 2,3/S de Águas Santas, escola EB 2,3/S Pedrouços, escola EB 2,3 Ermesinde nº2, entre outros”.

Isabel Fernandes Moreira

(Notícia desenvolvida na edição do Jornal Primeira Mão)