,

Maia ajuda Centro de Estudos Africanos

A Câmara Municipal da Maia foi a primeira autarquia do país a aliar-se ao Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto (CEAUP). O protocolo de cooperação foi assinado hoje, entre o presidente da câmara, Bragança Fernandes, e a presidente da direcção do centro, Elvira Azevedo Mea. A cooperação visa, sobretudo, o desenvolvimento dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) na área económica.

Uma das primeiras acções a desenvolver em conjunto deverá ser a realização de um colóquio que reúna, na Maia, os membros dos PALOP. Acredita Elvira Mea que estes encontros poderão ajudar a tornar mais visível o que é feito pelo centro.

Ouça as declarações de Elvira Azevedo Mea:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Ao centro de estudos cabe colaborar com a autarquia na organização destes seminários e colóquios e conceder apoio técnico na preparação de missões empresariais do município. Como contrapartida, a Câmara da Maia atribui, no mês de Dezembro de cada ano, uma verba de 7500 euros ao CEAUP, para comparticipar projectos de investigação em África. O primeiro cheque foi hoje entregue pelo autarca maiato, logo após a assinatura do protocolo.

O acordo abre também as portas à possibilidade de candidaturas conjuntas a programas europeus.

Marta Costa

(Notícia a desenvolver na edição desta semana de Primeira Mão)