Candidato do PS à Câmara da Maia só fica definido para o ano

A questão do líder da candidatura do Partido Socialista à Câmara da Maia nas próximas eleições autárquicas só deverá ficar resolvida em Janeiro do próximo ano, depois de contactos suplementares entre o presidente da concelhia, Mário Gouveia, e o da distrital, Renato Sampaio.

A Maia será, assim, um dos poucos casos que a Federação Distrital do Porto do PS não deixará resolvido até ao final deste mês. Na última reunião do secretariado da federação socialista com os presidentes das concelhias, agendada para avaliar o processo autárquico em cada um dos municípios “foi decidido que os cabeças de lista às câmaras serão definidos até ao final do mês de Dezembro e votados pelas Comissões Políticas Concelhias até meados do mês de Janeiro”.

São estes os ‘timings’ decididos pela federação distrital, refere este organismo, em comunicado, garantindo que o PS Porto e o seu presidente não se deixarão influenciar nem condicionar “por notícias e afirmações públicas de camaradas, muitas delas a coberto do anonimato, que pretendem colocar os seus interesses e protagonismos pessoais acima dos interesses do PS, e acima dos interesses dos cidadãos dos concelhos do distrito que pretendemos servir”.

No entanto, ao que PRIMEIRA MÃO apurou junto do presidente da concelhia maiata do PS, o nome do número um da lista “rosa” à autarquia maiata será apenas decidido nas primeiras semanas de 2009, ainda sem data definida. A ideia é garantir uma “candidatura forte” do PS para concorrer em oposição a Bragança Fernandes, que se recandidatará.

Aliás, o comunicado da federação distrital saliente que o PS Porto reafirma a intenção de apresentar os melhores candidatos às câmaras e juntas de freguesia, “capazes de protagonizarem novas políticas que permitam aos cidadãos, de forma consciente, optarem por novas propostas e protagonistas”.