Agenda 21 Local da Maia promove segundo fórum em Abril

Desde 2007 que a Junta de Freguesia da Maia está a dinamizar a Agenda 21 Local, com o lema “Em busca da Sustentabilidade Local”. O processo assenta em quatro princípios orientadores: Economia (desenvolvimento equilibrado e de qualidade); Sociedade (justiça social e equidade); Ambiente (conservação dos valores naturais) e Política (re-democracia). O objectivo da Junta de Freguesia da Maia é “promover a harmonia” entre estas dinâmicas.

Neste momento, está prestes a arrancar a terceira fase de implementação, designada Elaboração do Diagnóstico da Freguesia e preparação do Plano de Acção.

Ainda este mês, deve reunir o grupo coordenador, de forma a analisar a proposta de indicadores de sustentabilidade saída do primeiro workshop, de que resultou a identificação de cinco temas-chave: boa governança; coesão / exclusão social; emprego; mobilidade; ordenamento do território.

Para cada um destes temas serão agora elencados os indicadores de sustentabilidade considerados mais relevantes, a analisar no próximo fórum participativo, previsto para Abril. Daí resultará o diagnóstico de sustentabilidade da freguesia.

Mas isso pressupõe maior participação do que no primeiro workshop, que ficou aquém do desejado, confessa o coordenador do projecto, Mário Ramos, sublinhando que a participação é a palavra-chave em torno deste processo da Agenda 21 Local.

Ouça as declarações de Mário Ramos:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Em jeito de apelo a essa maior participação, o coordenador do projecto garante que “todas as opiniões contam”. Além disso, afirma, a Agenda 21 Local da Maia “dá sequência e só resultará porque tem um objectivo final e há um compromisso”.

Marta Costa