Desemprego cresceu no Norte, confirma a CCDR-N

O mercado do trabalho na região Norte contraiu-se 0,8 por cento no quarto trimestre de 2008, em relação ao mesmo período de 2007. As indústrias transformadoras lideraram a perda de emprego, refere o boletim Norte Conjuntura, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).

O documento refere que a descida da taxa de desemprego traduz apenas o “efeito estatístico” da passagem de um número significativo de indivíduos para a população sem actividade económica.

O texto do boletim salienta que o clima recessivo pelo qual passa a economia europeia tem “efeitos directos sobre a Região do Norte”. Exemplos? “A procura turística dirigida aos estabelecimentos hoteleiros reduz-se, bem como a exportação de mercadorias para a União Europeia”.

Já as indústrias tradicionais registam um crescimento do volume de negócios nos mercados externos. O endividamento das empresas da região junto do sistema financeiro cresceu 12 por cento, em termos homólogos, no 4º trimestre de 2008, embora desacelerando face aos trimestres precedentes, lê-se ainda no texto.

Por seu lado, a execução do Quadro de Referência Estratégico Nacional na Região do Norte acelerou no final de 2008, estando já aprovados projectos que totalizam 3140 milhões de euros de investimento.