Bienal de Milheirós é luso-espanhola

Já abriu a II Bienal de Artes de Milheirós. Uma parte da mostra foi inaugurada no sábado, no Centro de Exposições da Junta de Freguesia, antes do arranque das comemorações dos 35 anos do 25 de Abril. Para já, apenas com Escultura e Pintura, mas vai também reunir trabalhos de Fotografia (Maio), Arquitectura (Junho) e ainda a Arte Postal.

A II Bienal de Artes de Milheirós pode ser visitada até 26 de Setembro, das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 21h00, de segunda a sexta-feira. Aos domingos, a exposição pode ser apreciada entre as 14h00 e as 19h00.

Depois de uma primeira edição (2007) dedicada à arte e aos artistas maiatos, a segunda desta iniciativa cultural promovida pela Junta de Freguesia de Milheirós é luso-espanhola, tendo sido convidados quatro artistas do país vizinho. Em termos globais, o presidente da junta de freguesia fala em qualidade, mas destaca a presença dos jovens artistas nacionais e maiatos, em particular – como Patrícia Sá Carneiro, Sofia Torres ou Gil Maia – já com “uma obra fantástica”.

Quanto à presença de artistas espanhóis, surge no âmbito de um protocolo de geminação que a Junta de Freguesia de Milheirós está a preparar com a região da Galiza. Por ser “uma região muito próxima de nós, do Norte de Portugal, e por ter características muito parecidas com as nossas”, refere Mário Gouveia.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Para além dos trabalhos já expostos – e a expor entretanto – no Centro de Exposições da Junta de Freguesia de Milheirós está também a decorrer, no âmbito desta II Bienal, um concurso de Arte Postal e Poesia Virtual. Neste caso, sem fronteiras, uma vez que é promovido através do site da junta na Internet. Prolonga-se até Setembro. Os trabalhos serão depois expostos na junta de freguesia para o encerramento da II Bienal de Artes de Milheirós.

Marta Costa