"Festa do futebol" no Castelo da Maia

Em fim-de-semana de torneios quadrangulares, o Pedras Rubras bateu o Sport Clube Castelo da Maia, no Torneio Quadrangular Santo Ovídeo, realizado sexta e sábado da passada semana, em paralelo com as festas da vila do Castelo da Maia. Além das duas equipas finalistas, a competição recebeu também o renovado Futebol Clube Maia Lidador e o Sport Clube Vilar do Pinheiro.

 

No intervalo do último jogo da competição, o resultado já era o final: 3-0, com vantagem para o colectivo de veio de Pedras Rubras. E foi também ao intervalo que o presidente do Castelo da Maia preferiu falar do plano competitivo do torneio quadrangular. Baltazar Ferreira mostrou-se satisfeito com o regresso do torneio de Santo Ovídeo aos campos do Castelo e recordou que "no passado, quem organizava as festas de Santo Ovídeo era o Sport Clube do Castelo da Maia. Como no ano passado houve um interregno na realização das festas e como o clube estava afastado da organização, este ano entendeu-se retomar e pensar numa coisa mais em força. Daí que surgiu a ideia da realização de umas festas diferentes, e também enquadrar o clube nestas festas com este torneio quadrangular". Para Baltazar Ferreira, "é a festa do futebol".

O torneio serviu também para apresentar o plantel do Castelo da Maia, que vai disputar a primeira divisão, série 1, da Associação de Futebol do Porto. Plantel que já está fechado e alinhou na final frente ao Pedras Rubras. "São 25 jogadores, vamos tentar fazer o melhor possível em termos classificativos e dignificar a camisola do clube", revela Baltazar Ferreira.

Em relação à organização do torneio quadrangular, Baltazar Ferreira garante que "não foi difícil arranjar os clubes. Pelo menos os colectivos maiatos aderiram… mas não foi possível organizar o torneio só com equipas da Maia, por questões de agenda dos outros clubes. A organização deu algum trabalho, mas não foi muito difícil, já que envolvemos toda a direcção neste evento".

Uma das equipas em competição era o Vilar do Pinheiro, o que contrariou o objectivo de realizar um torneio só com equipas da Maia. A presença da equipa que veio de Vila do Conde foi de última hora. O fim-de-semana também recebeu o torneio quadrangular Bragança Fernandes, o que inviabilizou a participação de algumas equipas maiatas no torneio do Castelo. O presidente do Castelo da Maia, à semelhança de Vítor Fontes, do Inter de Milheirós, e de Mário Freitas, do Gondim, também vê com bons olhos uma espécie de torneio pré-época aberto a todas as equipas da Maia.