Educação sexual na EB 2,3 da Maia

A Escola EB 2,3 da Maia vai implementar o projecto de ensino de educação sexual, “de forma imparcial, transmitindo conhecimentos científicos e utilizando termos adequados a cada idade”. Esta é uma das ideias transmitidas, em comunicado, pela Associação de Pais e Encarregados de Educação do estabelecimento de ensino, após uma sessão de esclarecimento que juntou a associação, pais, professores e profissionais que vão colaborar no processo de ensino.

Do 5º ao 8º ano, as formações serão dadas na Área Curricular Não Disciplinar de Formação Cívica, pelos directores de turma e com o apoio em algumas sessões dos responsáveis pelo projecto em cada ano de escolaridade. No 9º ano, será na disciplina de Ciências Naturais, dado que o programa já contempla este tema, podendo outras disciplinas desenvolver actividades complementares, com início no segundo período, com excepção do 7º anos, que poderá já começar este período.

Para os 5º e 6º ano, a formação vai incidir sobre a vertente fisiológica, atitudes e comportamentos “na óptica da promoção de uma vida saudável. Para o 7º ano, serão sessões centradas em competências de âmbito social, ajudando a lidar com sentimentos positivos e negativos, “saber comunicar, ser assertivo”. Neste aspecto, as formações serão baseadas no programa Trilhos, já experimentado noutras escolas. No 8º ano, serão abordados temas como a sexualidade humana, aspectos biológicos, reprodução e crescimento, contracepção e planeamento familiar, HIV Sida, afectos e relações humanas.