,

World Press Photo regressa com os retratos do mundo

A imagem vencedora da edição da World Press Photo relativa a 2008 tem a sua força nos opostos. Foi assim que MaryAnne Golon, presidente do júri, definiu a fotografia tirada por Anthony Suau em Março do ano passado. “A força da imagem está nos seus opostos”. Parece uma fotografia clássica de um conflito mas na realidade é outra coisa.

“A guerra no seu sentido clássico entrou pelas casas das pessoas, porque não pagaram os empréstimos”, assinala.

A fotografia de Anthony Suau foi publicada pela revista Time num trabalho sobre a crise do mercado imobiliário nos EUA, devido à desestruturação económica dos empréstimos sub-prime. É uma fotografia a preto e branco e mostra um agente armado do Cuyahoga County Sheriff’s Department numa casa, em Cleveland, Estado do Ohio, acompanhando um despejo. Os polícias tinham de se assegurar que a casa estava livre de armas e que os moradores já tinham saído.

Outro elemento do júri, Akinbode Akinbiyi, afirmou que é uma “imagem muito ambígua”. “Tem de se entrar nela para ver o que é. Toda a gente do mundo pensará ‘isto é o que está a acontecer a todos’”.

A exposição que hoje chega à Maia é constituída por 185 imagens, divididas por dez categorias e seleccionadas entre as 5508 apresentadas a concurso.

Agenda

Onde: Fórum da Maia

Quando: De 20 de Novembro a 13 de Dezembro

Horário: Terça a domingo, das 15h00 às 19h00

O que: Exposição World Press Photo

Preço: 3 euros (cartão jovem / estudantes: 2 euros, imprensa, maiores de 65 anos e menores de 12 anos inclusive: entrada gratuita)