RoadShow da Lipor já está na estrada

Para reduzir a quantidade de lixo produzido e promover a separação de resíduos, a Lipor está a colocar na estrada um camião que vai percorrer os oito municípios abrangidos pelos serviços desta empresa. Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Valongo e Vila do Conde e Póvoa de Varzim estão no percurso do veículo. E foi na Póvoa a apresentação do projecto, durante a manhã do passado sábado. O Diana Bar foi o palco escolhido para os esclarecimentos da Lipor sobre a nova campanha.

 

O camião vai estacionar nos oito municípios e no interior do veículo está a componente multimédia educativa. Em pequenos computadores instalados, a população pode aprender a separar correctamente o lixo. Quem visitar o camião pode também ficar a saber todo o processo de tratamento de resíduos feito pela Lipor. O camião, de dimensões consideráveis, é um veículo Carbono Zero. Isto não significa que não polui a atmosfera, mas sim que vai ser feita a compensação ambiental de todas as emissões lançadas para o ar. Para compensar os gases nocivos libertados pelo veículo pesado, vão ser plantadas várias espécies de árvores no Parque Natural da Peneda-Gerês.

Estas são campanhas necessárias, na opinião do presidente do conselho de administração da Lipor, Macedo Vieira, já que cada cidadão produz, em média, cerca de meia tonelada de resíduos por ano. Potenciais "candidatos" a entrar num ecoponto que, segundo Macedo Vieira, já são "mais do que suficientes" para os oito municípios abrangidos. O administrador da Lipor considera que "já não há desculpa" para as pessoas não usarem os ecopontos disponíveis e salienta que a Lipor, além do trabalho de campo na recolha, separação e reciclagem, também tem de apostar na sensibilização e educação da população.

Os frutos destas campanhas já estão a ser colhidos. Segundo Macedo Vieira, só no primeiro semestre deste ano, um aumento de 10 por cento na separação de resíduos. E "todos os anos tem havido um aumento", revela o responsável máximo pela Lipor. Número que tem tendência a crescer, graças à "sensibilização dos mais novos que, por sua vez, transmitem esses conhecimentos aos mais velhos", permitindo um "crescimento sustentado" dos números da separação de resíduos.

Em relação à incineração de lixo, está na calha um terceiro forno, que vai permitir à Lipor alargar a área de acção. Na "zona de influência" da empresa podem entrar vários municípios "do Vale do Ave, assim como alguns concelhos a sul do Douro, como Santa Maria da Feira, Gaia, entre outros", revela Macedo Vieira.