Melhor(ar) na Maia quer sensibilizar a população para redução da emissão de poluentes

São nove as medidas que a Câmara Municipal da Maia vai lançar no terreno, para melhorar a qualidade do ar. As medidas integram um plano municipal, que foi apresentado esta quarta-feira, e que surge no âmbito da adesão do município ao movimento Melhor(Ar) a Norte promovido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR N) no âmbito do Plano de Melhoria da Qualidade do Ar – Norte.

 

Apesar de ter sido convidada, esta entidade não se fez representar na cerimónia de apresentação do plano para a Maia. António da Silva Tiago, vice-presidente e vereador do Ambiente, lamentou a ausência. A Maia é o primeiro município a avançar com um programa de acção e, por isso, “eu esperaria que a CCDRN mandasse cá alguém, porque era esse o seu dever e obrigação”, referiu o edil.

O plano para a região Norte apresenta um conjunto de 24 medidas que podem ser seguidas pelas autarquias e outras entidades, no sentido de reduzir a emissão de partículas poluentes. A Maia escolheu nove medidas, sendo que algumas delas começaram a ser implementadas esta quarta-feira, e terão de ficar concluídas até ao final de 2011. Uma delas diz respeito à sensibilização da população em geral.

Para o efeito, surge a campanha Melhor(ar) na Maia, que foi alvo de uma candidatura ao QREN. O objectivo é alertar os maiatos para o problema da poluição e o que pode fazer para melhorar o ambiente da sua cidade, do seu concelho. O vereador do Ambiente espera contar com a adesão “massiva” de todos os munícipes, “porque se não houver participação de todos nesta iniciativa, nada acontece. A situação mantém-se ou piora”. António da Silva Tiago esclarece, no entanto, que o caso da Maia não é um dos mais preocupantes, em termos de poluição atmosférica.

A campanha iniciou com pinturas de chão que podem ser encontradas em diversos locais do concelho, nomeadamente nos parques de estacionamento de quase todas as superfícies comerciais da Maia (Dia, Intermarché, Jardiland, Jumbo, Lidl, Maiashopping, Maxmat, Modelo).

O objectivo é sensibilizar a população para o uso de transportes menos poluentes. Envolve ainda a colocação de cartazes nos centros de saúde e juntas de freguesia, dando indicações ao cidadão sobre o que pode fazer para ajudar a reduzir a poluição, e ainda a dinamização de um blogue sobre a campanha.

Acções para automobilistas e estudantes

No seguimento da campanha Melhor(ar) na Maia, estão também previstas duas acções dirigidas aos automobilistas e à comunidade escolar. Nomeadamente, a realização de rastreios automóveis, até ao mês de Março, todos os domingos, em locais que estarão devidamente identificados. Esta acção será acompanhada pela Polícia Municipal da Maia. Equipas de quatro elementos, vestidos com equipamento protector, convidarão os automobilistas a parar para recolherem amostras de partículas expelidas pelo tubo de escape. Amostras essas que serão colocadas dentro de um saco e entregues aos condutores, juntamente com postais informativos sobre as medidas que a autarquia está a implementar. E o Laboratório móvel que passará pelas escolas do 3º ciclo e ensino secundário da Maia. Vai decorrer de Abril a Junho. Recorrendo a quatro viaturas distintas, cedidas pela câmara da Maia, “vai ser possível medir a poluição de cada um deles, e observar ao microscópio quais as substâncias presentes, a concentração de partículas, e sensibilizar os alunos para melhores escolhas”, explicou Marta Dias, da MaisMomentos, agência responsável pela elaboração da campanha de sensibilização para a Maia.

No final da apresentação, os presentes foram convidados a assistir a uma acção de demonstração de um rastreio automóvel. Foram rastreadas as viaturas oficiais do presidente da Câmara Municipal da Maia, Bragança Fernandes (gasóleo) e do vice-presidente, António da Silva Tiago (híbrido). Os resultados também foram distintos. Na viatura a gasóleo o filtro colocado junto do tubo de escape saiu com várias manchas negras de partículas poluentes. Já na viatura híbrida, o filtro saiu completamente limpo.

A campanha Melhor(ar) na Maia pode ser acompanhada através do site oficial: www.melhorarnamaia.com

Fernanda Alves

Medidas para a Maia

Medida 1 – Reconversão das frotas de veículos pesados através da colocação de filtros de partículas nos escapes;

Medida 4 – Renovação das frotas de veículos de recolha de Resíduos Sólidos Urbanos;

Medida 7 – Reforço da fiscalização do estacionamento ilegal, de forma a libertar as cidades e encaminhar as viaturas para parques de estacionamento periféricos;

Medida 15 – Introdução de postos públicos de abastecimento de gás natural, de forma a promover a utilização de viaturas a gás;

Medida 17 – Reforço da fiscalização das fontes industriais;

Medida 19 – Diminuição das emissões da combustão residencial – no âmbito do licenciamento de projectos de obras particulares a câmara pretende promover a introdução de lareiras certificadas;

Medida 21 – Varrimento e lavagem de ruas, que tem vindo a ser praticada pela Maiambiente;

Medida 22 – Diminuição das poeiras das obras de construção civil;

Medida 24 – Sensibilização.

 

Locais dos rastreios automóveis

17 Janeiro – Via Diagonal

24 de Janeiro – Vila de acesso ao Maia Shopping

31 de Janeiro – Avenida de S. Pedro Fins

07 Fevereiro – Rua Sidónio Pais

21 Fevereiro – Avenida Nossa Senhora da Natividade

28 Fevereiro – Avenida D. Manuel II

07 Março – Via Eng. Belmiro Mendes de Azevedo

14 de Março – Avenida Visconde Barreiros