, ,

Foliões desfilaram em Barca

Palhaçadas e malabarismo ajudaram a fazer a festa na tarde do passado sábado, em Barca. Aconteceram por entre os foliões que integraram o segundo desfile de Carnaval organizado pela junta de freguesia.

Apesar do frio, os mascarados começaram a concentrar-se junto à Capela do Senhor de Santa Cruz, de onde ia partir o corso. Eram cerca de 14h30, a hora prevista inicialmente para a saída. Aos poucos, chegavam crianças acompanhadas pelos pais e outros familiares e também alguns adultos que se deixaram contagiar pelo espírito carnavalesco. Foi na mesma altura que começaram a chegar os carros alegóricos que iam integrar o desfile: um da Junta de Freguesia de Barca e o “bar pirata” da Associação JB – Juventude Barcarense.

Foi nas imediações da capela que se ultimaram os preparativos para o cortejo, nomeadamente o som, cujo equipamento chegou com o próprio presidente da junta. Enquanto isso, eram cada vez mais os fantasiados junto à capela e os que aguardavam o desfile na Rua Joaquim Duarte Maia e ao longo de toda a Rua Monte de Santa Cruz, até ao Largo do Gestalinho. Miúdos e graúdos, com e sem máscaras, já se mostravam algo impacientes com o atraso na saída. Mas acabaram por se reposicionar, a postos para assistir, assim que viram quatro motards preparem-se para abrir o percurso.

Quase uma hora depois do previsto, as quatro motas iniciam a marcha e, logo, a seguir, a carrinha da Junta de Freguesia de Barca com alguns foliões no interior a espalharem confetis e serpentinas. Com a música de fundo, seguiram-se pequenos e grandes mascarados e com fantasias variadas. Piratas, fadas e princesas, palhaços, animais, índios e asiáticos, bonecas, polícias, punks, árabes, freiras, hippies, mosqueteiros, cowboys e até uma noiva. São apenas alguns exemplos dos que desfilaram pelas ruas de Barca, desde o Monte de Santa Cruz até ao edifício da junta de freguesia. Pelo caminho, e sem distinção de sexo ou idade, outros se deixaram contagiar pela alegria do Carnaval e se juntaram ao corso. Em número que levou mesmo quem assistia a afirmar “Ui, mas tem muita gente!”.

À passagem pelo Largo do Gestalinho, ouviram-se também algumas críticas associadas aos condicionamentos do trânsito. “Havia de ter aqui a Polícia Municipal, como ontem no na escola”, dizia uma senhora de meia idade que assistia a este que foi o segundo desfile de Carnaval promovido pela Junta de Freguesia de Barca.

Marta Costa