Executivo municipal solidário com Vila Nova da Telha

Os vereadores eleitos pelo Partido Socialista (PS) para o executivo da Câmara Municipal da Maia querem saber como está a situação da prometida esquadra para a zona de Pedras Rubras. A questão foi colocada por Mário Gouveia na reunião pública do executivo, na quinta-feira da semana passada, na sequência de uma moção aprovada pela Assembleia de Freguesia de Vila Nova de Telha em prol de “mais e melhor segurança”, e da qual o presidente da Câmara Municipal deu conhecimento à vereação.

“Está na mesma”, respondeu Bragança Fernandes, que de seguida relatou as últimas conversas que manteve com elementos do ministério da Administração Interna. “Se estivessem de acordo mandávamos esta moção para o ministério”, acrescentou.

A moção faz referência a uma série de assaltos que foram realizados na freguesia, desde o início do ano, a residências particulares, a estabelecimentos e até ao próprio edifício da Junta de Freguesia. Os actos foram praticados tanto de dia como de noite, o que aumentou o sentimento de insegurança na população, refere o documento.

Na reunião pública, aprovou cinco autos de recepção definitiva de algumas obras. Nomeadamente da construção da Escola de Formação “Condução Segura” e do hangar e pista infantil de tráfego para a escola no aeródromo de Vilar de Luz, em Folgosa. O segundo auto está relacionado com a rectificação e drenagem de águas pluviais, pavimentação de arruamentos diversos em vários locais do concelho incluindo a aquisição de betume asfáltico e a sua aplicação. Aprovou ainda a recepção definitiva da construção do Complexo Municipal de Piscinas de Folgosa, incluindo a elaboração dos projectos, as zonas de apoio, os arranjos exteriores e o equipamento necessário, bem como a construção do edifício de ampliação aos Paços do Concelho – alteração ao sistema de ar condicionado da Torre Lidador.

O executivo camarário aprovou também sete autos de recepção provisória. Entre eles, a primeira fase do ajardinamento de espaços municipais – Parque Urbano dos Maninhos, em Vermoim; a construção do parque infantil na Associação “Os Vencedores de Sangemil”; os arranjos exteriores da ampliação e reformulação do edifício da EB1 da Prozela, em Vila Nova da Telha; a beneficiação e ampliação do edifício da EB1 do Paço, em Águas Santas; elaboração de projecto, aquisição de terrenos e construção de um viaduto sobe o rio Leça no âmbito da ligação entre a rua de Alvura e a rua de Ponte de Parada, em Milheirós; recuperação e beneficiação de arruamentos diversos em várias zonas do concelho.

O executivo aprovou ainda um protocolo a celebrar com o Modelo Continente relativo à construção do projecto “Um Modelo de Parque”, na freguesia de Moreira da Maia; a realização da Feira das Oportunidades 2010 – IV Mostra Social do concelho.

Aprovadas pelos vereadores, com a abstenção dos administradores, foram as prestações e relatórios de contas das empresas municipais – Empresa Metropolitana de Estacionamento; da Espaço Municipal – Renovação Urbana e Gestão do Património; da Maiambiente – Empresa Municipal do Ambiente e da Academia das Artes – Produções Culturais.

Na quinta-feira da semana passada, a Câmara Municipal da Maia apresentava um saldo de tesouraria de 6.876.991,41 euros, dos quais 2.295.742,88 euros dizem respeito a dotações orçamentos e 4.581.248,53 a dotações não orçamentais.

Isabel Fernandes Moreira