Procura do Metro cresceu em 2009 mas empresa continua com resultado líquido negativo de 138,4 milhões de euros

Metro ainda provoca défice


O Metro do Porto registou em 2009 um aumento da procura de mais de dois por cento. O Relatório e Contas de 2009, aprovado hoje em assembleia-geral da sociedade, revela que se registaram 52,6 milhões de validações no ano passado, o que corresponde a uma média de mais de 175 mil validações por dia útil.

O aumento da procura teve consequências nas receitas tarifárias do sistema de Metro Ligeiro, que cresceram igualmente 2,2 por cento em relação a 2008. E pela primeira vez as receitas ultrapassaram os 30 milhões de euros, fixando-se nos 30,065 milhões. Os proveitos da empresa, em comparação com 2009, registaram também um crescimento de 10,9%, atingindo os 68,6 milhões de euros em 2009. Em 2009, a taxa de cobertura média anual – o rácio que compara as receitas do tarifário com os custos directos da operação do sistema -, atingiu os 59,6%, adianta a empresa, em comunicado.

O ano passado registou uma quebra significativa dos custos financeiros da empresa, na ordem dos 21%. Caíram para cerca de 54 milhões de euros, correspondendo a menos 14,8 milhões de euros do que em 2008. Os custos globais do exercício decresceram 1,7%, para 207 milhões de euros. Em simultâneo, ocorreu um crescimento de 14,2% nos custos com fornecimentos e serviços externos, essencialmente motivado pela contratação de estudos e projectos associados ao programa de desenvolvimento da segunda fase da rede de Metro Ligeiro e ao impacto da revisão geral dos veículos Eurotram, efectuada de cinco em cinco anos.

Os resultados financeiros foram ainda afectados pela não concretização do reforço do financiamento a fundo perdido, por parte do Estado, e pela insuficiência das indemnizações compensatórias atribuídas ao Metro do Porto como contrapartida do tarifário e serviço social praticados.

Desta forma, o exercício encerrou com um resultado líquido negativo de 138,4 milhões de euros, o que corresponde a uma melhoria de 10,2 milhões de euros em relação a 2008, com uma variação de 6,9%. Em 2009, o investimento realizado pelo Metro do Porto correspondeu a mais 36,3% do que o efectuado no ano anterior. No total, foram investidos cerca de 168,7 milhões de euros. O investimento global até ao momento realizado atinge já os 2.405 milhões de euros.