All we need is music

O Festival de Música da Maia, edição do ano 2010, encerrou com chave de ouro, num concerto formidável pela Orquestra Filarmonia das Beiras. O derradeiro fim-de-semana do certame das músicas iniciou-se na passada quinta-feira, 27 de Maio, à tarde, com um concerto pela Orquestra dos alunos do Conservatório de Música da Maia, para uma plateia completamente lotada, com crianças das escolas do 1º ciclo, do concelho da Maia.

Os jovens artistas, sob a direcção do Prof. José Tavares, interpretaram Charpentier, Beethoven, Pachelbel, Bizet e Elgar, entre outros grandes compositores, num concerto muito marcado pela alegria e curiosidade da pequenada que se mostrou muito interessada em conhecer as várias famílias dos instrumentos da orquestra, apresentadas pelo Maestro.

Na sexta-feira, o grupo de fados de Coimbra, Torre d’Anto, encantou o público com baladas, canções e fados da cidade do Mondego, em que não faltaram interpretações de variações para guitarra de Coimbra, da família Paredes, Carlos e Artur, entre outros grandes mestres do trinado da Saudade.
O último concerto do Festival, cujo programa foi uma encomenda do pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia, entidade organizadora do certame, que mais uma vez teve produção da empresa municipal, Academia das Artes da Maia, Produções Culturais – EEM., arrebatou o aplauso unânime do público, obrigando a dois “encores”, a Pantera Cor de Rosa, de H. Mancini e um medley dos Beatles, cujas melodias e harmonias soaram durante toda a segunda parte.

A Orquestra Filarmonia das Beiras que se apresentou na sua máxima força, em dimensão sinfónica, integrava alguns jovens maiatos, alguns deles ex-alunos do Conservatório de Música da Maia.