Governo tenta convencer PSD no caso do chip de matrícula


O Governo está a tentar convencer o PSD a não se opor à cobrança de portagens nas SCUT a partir de 1 de Julho através dos dispositivos electrónicos de matrícula, contam hoje o Diário de Notícias e o Diário Económico.

Os sociais-democratas recordam que são a favor do princípio do utilizador-pagador em todas as SCUT, mas exigem garantias de privacidade dos cidadãos. O PSD exige alternativas de pagamentos e que o chamado chip das matrículas não seja obrigatório.

Todos os partidos da oposição, incluindo PSD, anunciaram que não iriam aprovar os decretos-lei que regulam a utilização dos novos sistemas, discussão que será feita na quinta-feira, na Assembleia da República.

Já o jornal i refere que os contratos com as alterações que permitem iniciar a cobrança de portagens ainda não foram assinados. Só então é que as alterações contratuais serão enviadas para o Tribunal de Contas.