“A Maia já é a capital da melhor educação” (vídeo)

O Pavilhão Municipal da Maia recebeu a segunda edição da Gala da Educação na noite da passada terça-feira. A cerimónia, com início às 21h30, contou com a presença de 600 pessoas, entre pais, alunos, professores e membros da autarquia. O objectivo continua o mesmo: premiar os melhores alunos que frequentaram escolas da Maia, do segundo ciclo do ensino básico até ao superior, durante o ano lectivo que acabou há pouco tempo.

O ano passado a cerimónia aconteceu no Fórum da Maia. Este ano, e com o antigo espaço em obras, mudou-se de armas e bagagens para o pavilhão municipal. Uma mudança que acabou por significar muito suor. Não por ter significado trabalhos acrescidos, mas sim por estar calor. Muito calor, mesmo de noite. Embora vários elementos da organização da gala terem garantido que “o ar condicionado foi ligado às 16h00”, as altas temperaturas não perdoavam.

Calores à parte, o certame continuava e recebia “os futuros líderes desta terra”, de acordo com o presidente da autarquia, Bragança Fernandes. Em relação aos hipotéticos sucessores, o edil considerou que “têm tudo para ser felizes, são os melhores e por isso um futuro risonho espera-os”. Mas nem tudo é obra do mérito dos alunos. “Para os bons resultados aparecerem é preciso ter boas escolas, é preciso ter bons professores e é isso que nós proporcionamos. Nós temos boas escolas, os professores sentem-se melhor a dar aulas e os alunos gostam de ir aprender”, acrescentou Bragança Fernandes. Já o responsável pela pasta da educação no município, Nogueira dos Santos, foi mais longe. “A Maia já é a capital da melhor educação.

Porque a requalificação, a ampliação, o elaborar dos apoios à comunidade escolar faz com que a educação do concelho da Maia esteja no patamar da elite nacional”, garantiu. Nogueira dos Santos salientou também a importância do “imediatismo” dos galardões: “Não se podem premiar estes alunos para o ano ou depois, tem de ser agora, no fim deste ano lectivo”. À semelhança de Bragança Fernandes, Nogueira dos Santos também viu nos homenageados aqueles que vão “manter a Maia à frente do seu tempo”, numa alusão ao slogan adoptado pela autarquia.

Além das homenagens, foi também possível assistir a espectáculos levados a cabo por cada agrupamento escolar ou escola não agrupada a participar na gala. No menu das actividades estiveram interpretações criativas, como dança e interpretação musical.

Pedro Póvoas

2 respostas

Os comentários estão fechados.