Maia apresenta Serviço de Apoio à Família em dia de arranque de ano lectivo

A Câmara da Maia assinala hoje o início do ano lectivo. Serão apresentados três novos centros escolares construídos de raiz e as 12 escolas que foram alvo de beneficiação.
Para o ano lectivo de 2010/2011 o parque escolar será composto por 83 salas de jardim-de-infância (73 em 2009/2010) e 247 salas para o 1º ciclo (196 em 2009/2010).

O universo dos alunos para o ano lectivo de 2010/2011 é de 5330 alunos do 1º ciclo e 1619 alunos de jardim-de-infância.

Será igualmente apresentado o SAF – Serviço de Apoio à Família, um serviço único no País, que consiste em disponibilizar aos alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico, o acolhimento da parte da manhã (intervalo compreendido entre as 07h30 e o inicio das aulas); prolongamento de horário (serviço de acompanhamento e desenvolvimento de actividades no período compreendido entre o término das aulas curriculares ou das AEC’s até às 19h00) e actividades nas interrupções lectivas.

No panorama nacional, mais de um milhão e meio de alunos, de acordo com estimativas do ano passado, começam hoje a chegar às escolas, quando ainda se discute em vários pontos do país se a escola do 1.º Ciclo é para manter ou fechar.

A abertura este ano lectivo de 333 centros escolares e de novas 11 escolas básicas do 2.º e 3.º ciclo (EB 2,3) é hoje anunciada durante a inauguração do centro escolar de Mouriz, Paredes, com a presença do primeiro ministro e da ministra da Educação. Quanto aos centros escolares, existem 566 projetos aprovados, 333 obras concluídas e 128 obras em curso. Relativamente às EB 2,3, o número de projectos aprovados ascende a 76, havendo 11 obras concluídas e 32 em curso.

Duzentos e cinquenta mil computadores MG2 – um portátil ultraleve que substitui o “Magalhães” – começam hoje a ser distribuídos a alunos do 1.º ciclo do ensino básico e a docentes, no âmbito da iniciativa e.escolinha, que custou 50 milhões de euros.

1 responder
  1. Rita Rocha
    Rita Rocha says:

    Que números tão bonitos. E que tal um sistema público de ensino administrativamente competente (nos seus níveis mais básicos já seria bom…)…

    Era mesmo disto que eu estava a precisar: “computadores MG2 – um portátil ultraleve que substitui o “Magalhães”… porque a secretária da minha filha comprada no Ikea só aguenta com 50 Kgs… e sim, o tal do MG2 certamente não vai sair de lá… como o júnior… o “first born”.

Os comentários estão fechados.