Caminhar por quem precisa

Num tempo de crise, onde as dificuldades afectam pessoas e também instituições de solidariedade, todos os gestos são importantes. Este é o pensamento de um grupo de jovens da freguesia de S. Pedro de Avioso, que decidiu organizar uma caminhada que tem como objectivo ajudar os utentes da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) da Maia.

Esta caminhada tem concentração marcada para as 10h00 de amanhã, 26 de Setembro, no largo da igreja de S. Pedro de Avioso, e irá percorrer o Parque de Avioso antes de chegar à sede da associação de solidariedade social, na mesma freguesia.

Aberto a todos os que queiram participar, a inscrição tem um custo de 2 euros, com metade da verba a reverter para as despesas e a outra metade para a instituição.

A presidente do APPACDM da Maia, Laura Gonçalves, mostra-se “entusiasmada” com esta caminhada e salienta a importância deste tipo de iniciativas. “Estes eventos são importantes pela visibilidade que dão. Em primeiro lugar porque temos o nome da associação nas t-shirt’s, e também porque faz com que os nossos utentes se sintam acolhidos e amados. Além disso é uma caminhada que faz bem à saúde”, justifica.

A presidente da instituição maiata afirma ainda que “tanto o grupo de jovens como os nossos utentes estão muito ansiosos” e realça a ajuda que irá dar à associação. “Nós temos a obra de um novo lar residencial, que está em desenvolvimento, e aí será também uma ajuda, pequena, mas é sempre qualquer coisa”, afirma Laura Gonçalves.
O número de inscrições já ultrapassou as 250 mas a organização espera que mais ainda surjam até à hora da partida.

André Cordeiro