Água Grande procura conhecimentos e investidores para São Tomé e Princípe

A Maia recebeu esta quarta e quinta-feira, a visita do novo presidente da Câmara Distrital de Água Grande, em São Tomé e Príncipe. O município sofreu uma mudança radical política, consequência das eleições autárquicas que decorreram há pouco mais de três meses. Ekeneide Lima dos Santos, um jovem de apenas 30 anos, é quem agora assume os destinos do distrito de Água Grande, município geminado com a Maia desde Abril de 2008.

Esta quarta-feira, foi recebido na Câmara Municipal da Maia, iniciando desta forma, uma série de visitas aos municípios com os quais Água Grande está geminado. Para além da Maia, o município santomense mantém relações de cooperação com os concelhos de Vila Nova de Gaia, Bragança, Lisboa e Loures. “Viemos numa visita de cortesia, para fortalecer ainda mais as nossas relações de cooperação”, afirmou Ekeneide Lima dos Santos, presidente da câmara de Água Grande.

Com um novo Governo no país e na Câmara Distrital de Água Grande, a vinda ao município maiato serve ainda para “procurar mais conhecimentos e experiências, estabelecer encontros com empresários ligados à área de turismo e alunos santomenses que estão cá a estudar, e também discutir outros assuntos importantes para as nossas relações de cooperação”, sublinhou Ekeneide Lima dos Santos.
Um dos pontos de passagem da comitiva foi a Maiambiente, empresa municipal responsável pela recolha de lixo. De acordo com o vereador do Pelouro das Relações Internacionais da Câmara da Maia, Paulo Ramalho, a visita às instalações daquela empresa municipal tinha como objectivo “avaliar a possibilidade da Maia vir a colaborar, num futuro próximo, com a Câmara Distrital de Água Grande, ao nível do sistema de recolha do lixo e limpeza urbana, estando já previstas para o efeito, o desenvolvimento de algumas acções através da Maiambiente”.

O reforço das relações de cooperação poderá passar ainda pela área do planeamento e ordenamento do território, uma vez que um dos objectivos do município distrital é a sua reorganização administrativa. Mais uma vez, “temos os nossos técnicos à disposição para partilhar toda a nossa experiência e conhecimentos nessa matéria”, referiu Paulo Ramalho. Ainda ao nível do distrito de Água Grande, as prioridades do executivo de Ekeneide Lima dos Santos passa pela construção de uma série de equipamentos, como um hotel, uma biblioteca nacional, um polivalente, um parque infantil e um centro de formação para jovens.
Estratégias que levaram o vereador Paulo Ramalho a manifestar a sua satisfação por ver à frente dos destinos de Água Grande um jovem com menos de trinta anos e “com uma visão tão clara das necessidades de São Tomé e Príncipe, o que nos permite acreditar que esta nova geração de políticos santomenses conseguirá, finalmente, afirmar uma estratégia de desenvolvimento para o seu país”, concluiu.

Água Grande procura investidores

Atrair investimento para a área do turismo de Água Grande, é uma das principais apostas do novo executivo. Sendo uma cidade em crescimento, a aposta passa por construir novas unidades hoteleiras e criar novas infraestruturas de saneamento.
O país tem, nesta altura, todas as condições para crescer. A exploração de petróleo está cada vez mais perto de se tornar uma realidade na zona exclusiva de São Tomé e Príncipe. O Governo santomense lançou recentemente o concurso para a exploração de nove blocos de petróleo. O investimento nesta área, poderá contribuir para o desenvolvimento do país. Estão previstos mais investimentos, nomeadamente, na criação de um porto de águas profundas e no aeroporto internacional.

Fernanda Alves