Polícia Judiciária desmantela rede de tráfico internacional de estupefacientes

A Polícia Judiciária desmantelou uma organização responsável pela introdução de elevadas quantidades de cocaína em Portugal e deteve quatro indivíduos, nas zonas da Maia e Alfena, Valongo, pela presumível prática do crime de tráfico internacional de estupefacientes.

De acordo com um comunicado da Directoria do Norte da Polícia Judiciária, tudo começou nos dias 14 e 15, com a apreensão de uma mala, num automóvel, a um empresário da área da restauração do Grande Porto, português, com cerca de 50 anos. Na mala estavam acondicionadas trinta embalagens de cocaína, com o peso total de 32,94 quilogramas, quantidade suficiente para a feitura cerca de 330 mil doses. A droga, com elevado grau de pureza, tem um valor de mercado estimado em 1,650 milhões de euros.

A Polícia Judiciária deteve mais três indivíduos, um homem e duas mulheres, uma portuguesa e dois venezuelanos, de 37, 44 e 47 anos. Os detidos deslocaram-se da Zona Centro para adquirirem os cerca de 33 quilos de cocaína, que estavam na posse do empresário do Grande Porto.

No decorrer da operação, foram ainda apreendidos dois automóveis, cerca de 50 mil euros, seis telemóveis, um computador portátil, uma garrafa de litro de amoníaco, 250 gramas de bicarbonato de sódio e documentação diversa.
A Polícia Judiciária prossegue com as investigações no sentido de identificar outros eventuais suspeitos de integrarem esta rede de tráfico internacional de estupefacientes.

Isabel Fernandes Moreira