Cabazes de Natal para 1500 famílias

Com o objectivo de proporcionar mais algum “conforto” nesta época natalícia, a Câmara Municipal da Maia está a distribuir os habituais cabazes de Natal. É assim há 22 anos. “A quadra, a solidariedade e os valores mais elevados que deve haver nesta época do ano, como a partilha, justificam que se mantenha esta atribuição para as famílias mais carenciadas”, justifica a vereadora da acção social, Ana Miguel Vieira de Carvalho.

Assim sendo, os cabazes destinam-se às famílias que mais precisam de ajuda. Desde o dia 7 de Dezembro que equipas da autarquia estão a entregar os cabazes, em casa das famílias contempladas. Este ano, são 1500 cabazes, servindo mais de quatro mil maiatos. Os cabazes são recheados de acordo com a composição do agregado familiar.
Para beneficiarem desta ajuda, as famílias tiveram de fazer a inscrição nos serviços de acção social, entre Março e Julho. Depois, foi feita uma avaliação de cada caso, para comprovar a carência económica dos cidadãos inscritos.

A iniciativa complementa o trabalho social desenrolado, diariamente, no concelho da Maia, tanto pela autarquia como pelos seus parceiros sociais, nomeadamente, juntas de freguesia e Instituições Particulares de Solidariedade Social. Contando ainda com a colaboração indispensável do Banco Alimentar Contra a Fome e do Programa Comunitário de Ajuda Alimentar a Carenciados.
A acção de distribuição de cabazes de Natal, iniciada em 1988, “insere-se na política de desenvolvimento de projectos de auxílio social, combatendo a pobreza e a exclusão social, proporcionando a todos um futuro melhor”.

O bacalhau, azeite, queijo, frutos secos e o Vinho do Porto fazem parte, entre outros, dos produtos presentes no cabaz de Natal da Câmara da Maia.
“E ainda uma série de outros ingredientes que permitem as pessoas fazerem algumas das sobremesas tradicionais nesta quadra, como a aletria”, remata a vereadora da acção social, Ana Miguel Vieira de Carvalho.

Fernanda Alves