Festa do Sável e Lampreia em 25 restaurantes de Gondomar

Em Gondomar, decorre até 20 de Março a 20ª edição da Festa do Sável e da Lampreia. É uma iniciativa do pelouro do Turismo da Câmara Municipal de Gondomar, que tem, como primeiro objectivo, divulgar as potencialidades gastronómicas do concelho. Ao mesmo tempo, em parceria com várias unidades de restauração, pretende-se promover a economia local.

“Somos um concelho com 35 quilómetros de frente fluvial e que tem margem esquerda e direita do Douro, que nos dá estas duas espécies, que depois de confeccionadas nos nossos restaurantes, são iguarias gastronómicas que as pessoas gostam de saborear”, destacou o vereador do turismo, Joaquim Castro Neves.
A apresentação do festival aconteceu durante uma viagem de barco, nas águas do Rio Douro, com passagem por algumas das zonas piscatórias mais emblemáticas do concelho de Gondomar.

O presidente da câmara, Valentim Loureiro, sublinhou o esforço da autarquia na preservação do património gastronómico, e também no repovoamento de lampreia e de sável nos afluentes do Douro, de forma a aumentar a oferta destas duas espécies. “Infelizmente, com a construção da barragem, o sável e a lampreia escassearem um bocado. Nós câmara tentamos repovoar o Rio Sousa, há uns cinco anos atrás. Esperamos ter contribuído para repovoar as águas do Douro com o sável e a lampreia”.

A lampreia à bordalesa, o arroz de lampreia, e o sável frito, são iguarias que, todos os anos, trazem milhares de apreciadores a Gondomar. Só durante o fim-de-semana gastronómico, que este ano decorre entre 11 e 13 de Março, são cerca de “cinco a seis mil” as pessoas que passam pelo Pavilhão Multiusos. São três dias de festa, e este ano, com preços mais convidativos, como forma de combater a crise. “Uma dose de lampreia ou sável custa 20 euros, e meia-dose 12 euros. Os preços são convidativos. Este tipo de iguarias são sazonais e, por isso, acho que não é pelo preço que as pessoas vão deixar de saborear estas excelentes iguarias”, referiu o vereador do turismo, Joaquim Castro Neves. Serão sete os restaurantes que estarão presentes no Pavilhão Multiusos “Gondomar Coração de Ouro”.

Para além da promoção gastronómica, pretende-se também divulgar as potencialidades turísticas da região. E desta forma, combater a sazonalidade no turismo. “Os resultados que o Porto e Norte têm tido, em termos de crescimento turístico, que foi acima da média nacional, provam que tem a ver com a estratégia que nós temos em termos de afirmação turística da região. O combate à sazonalidade em turismo, com um conjunto de eventos ao longo do ano, provocam atracção turística”, revelou o presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira. E deu como exemplo, os resultados positivos que a entidade regional tem conseguido com os fins-de-semana gastronómicos, envolvendo 72 municípios e 1100 restaurantes.
No caso da Festa do Sável e da Lampreia, tem-se verificado um aumento do número de espanhóis que, por esta altura, visitam os restaurantes de Gondomar.
Por isso, o evento está a ser divulgado em Santiago de Compostela, na loja da entidade regional da Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Fernanda Alves

Ver restaurantes aderentes

Related Posts with Thumbnails