Maia AC de bronze no corta-mato

A equipa sénior do Maia Atlético Clube repetiu no passado domingo, em Felgueiras, o terceiro lugar colectivo no Campeonato Nacional de Corta-mato longo que já havia obtido a época passada.
Numa prova habitualmente dominada por Conforlimpa e Maratona, que voltaram a ficar nos dois primeiros lugares, os maiatos, mais vocacionados para a prova de crosse curto, já sabiam ser difícil ir além do terceiro lugar. Destaque ainda para igual posição de João Cruz, na prova de juvenis.

Foi num terreno enlameado pela imensa chuva que se disputaram os Nacionais, abrindo os maiatos com o pódio do promissor João Cruz, novamente batido pelo rival e amigo Miguel Borges, da Casa do Benfica de Paredes.

Na prova principal, que teve sete voltas, totalizando 12 quilómetros, o Maia preocupou-se sobretudo com a rivalidade dos Cyclones. Mas a partir da quarta volta já a medalha de bronze estava assegurada, com a equipa de Viana, já bem atrás da maiata, a ficar reduzida a apenas três elementos.
Sérgio Silva (20º), Bruno Jesus (22º), Vítor Oliveira (27º) e Bruno Silva (26º) foram os quatro atletas que pontuaram para a equipa, que terminou com uma vantagem confortável para Fornos e Joane. Daniel Pinheiro atrasou-se na última volta e Pedro Ribeiro, estando garantido o pódio, desistiu por precaução.

No final, a Conforlimpa (20 pontos) venceria o Maratona (28 pontos) e festejaria ainda o título individual com Youssef El Kalai, enquanto em femininos dominava o Maratona, colocando Dulce Félix e Sara Moreira nas duas primeiras posições.

A formação do Maia Atlético Clube também não desiludiu. Numa decisão inédita da Federação Portuguesa de Atletismo, foi este ano elaborada uma classificação por clubes das provas combinadas em pista e denominada Triatlo Técnico Jovem Kinder Sport, tendo a formação do Maia AC obtido um terceiro lugar.
O triatlo técnico, composto por provas de 60 metros barreiras, lançamento do peso, e saltos em comprimento e em altura. A tabela final contou com 148 clubes nacionais, sendo os jovens maiatos apenas batido pelos de Juventude Vidigalense, de Leiria, e do Lavra. Refira-se que grandes clubes, como Benfica e Sporting, ficaram com pontuações inferiores.