Banco Alimentar Contra a Fome lança campanha de doação pela internet

Há uma nova forma de ajudar o Banco Alimentar Contra a Fome, que este fim-de-semana realiza mais uma campanha de recolha de alimentos em superfícies comercias de 19 cidades do país.

Quem não for ao supermercado, pode agora dar a sua contribuição através da internet.Basta aceder ao site e escolher um ou mais dos seis produtos mais precisos.

O objectivo desta nova ferramenta é aproximar os que querem ajudar dos que mais precisam de receber, através de um click. “Queremos continuar a aproximar quem quer dar de quem precisa de receber, mas desta feita, com um novo público alvo, que são os mais jovens e os emigrantes e as pessoas que não vão ao fim-de-semana aos supermercados”, diz a responsável da instituição, Isabel Jonet.

Dar através da internet é muito simples. Basta ir ao site e fazer a doação de um dos seis produtos básicos que a instituição escolheu, porque são os que mais falta fazem (atum, salsichas, azeite, óleo, leite e açúcar). Ao inserir o código postal da zona onde reside está, desta forma, a doar os alimentos para o banco alimentar da sua região. “Penso que é uma evolução que era necessária, porque as redes sociais e a internet fazem parte da vida de muitos milhões de portugueses e assim também podemos chegar a pessoas que residem fora de Portugal, mas que querem contribuir para a sua região”, salienta Isabel Jonet.

Em tempo de crise, toda a ajuda é benvinda. Com a possibilidade de doar alimentos pela internet, o Banco Alimentar espera poder ajudar mais famílias que estão a passar momentos difíceis. “Este é um momento especial de crise e em que temos de estar atentos. As carências alimentares são as carências mais básicas que existem e se cada um de nós fizer aquilo que pode, de certeza que há-de haver mais pessoas a viver melhor”, alerta.

Neste fim-de-semana de recolha presencial de alimentos para o Banco Alimentar Contra a Fome vão estar 31900 voluntários, distribuídos por 1560 superfícies comerciais.

Fernanda Alves