Candidatos do PSD em contacto com os jovens do ISMAI

A caravana do PSD passou pelo Instituto Superior da Maia, na segunda-feira da passada semana, para uma reunião com a direcção desta instituição de ensino superior e para contactar com os jovens estudantes.

O cabeça de lista pelo círculo eleitoral do Porto, José Pedro Aguiar Branco não esteve presente. Acabou por ser Marco António Costa, vice-presidente da comissão política nacional do PSD a deixar alguns dos compromissos do partido para as eleições legislativas.

Entre as quais, medidas que sejam capazes de “inverter” a actual situação do país no que se refere às oportunidades de emprego para os jovens. Marco António Costa, que não integra nenhuma lista de candidatos a deputados, revelou que o PSD está a preparar um conjunto de iniciativas de “apoio à empregabilidade e apoio à valorização profissional dos jovens”. Medidas que se inserem em dois planos de actuação. Um deles tem como objectivo promover o crescimento da economia, “deixando de gastar em obras públicas aquilo que pode ser canalizado para apoiar as Pequenas e Médias Empresas, que geram postos de trabalho e permitem o crescimento da economia”. E um plano de emergência social “que olhará para os jovens com espacial atenção”. “Os jovens têm de sentir que estão num país em que o mérito é regra, em que existe uma solidariedade intergeracional e uma compreensão das dificuldades de cada geração, que são acarinhados e apoiados”, salientou Marco António Costa.

O vice-presidente do PSD e futuro candidato à câmara de Vila Nova de Gaia diz que Passos Coelho é o “único” candidato a primeiro-ministro, e “seguramente futuro primeiro-ministro, em que os jovens terão um interlocutor que está perfeitamente identificado com o seu pensamento, com as suas preocupações e que estará à dimensão de preparar o país para um novo ciclo que retire os jovens desta situação de miséria latente em que o país se encontra e que obriga a muitos dos nossos jovens a procurar uma oportunidade no estrangeiro”.

De resto, são cinco os eixos de actuação política do programa do PSD: crescimento económico, desenvolvimento humano, coesão social, desenvolvimento territorial, e modernidade.

Nesta visita ao Instituto Superior da Maia, Marco António Costa fez-se acompanhar de alguns dos candidatos do PSD à Assembleia da República, entre os quais dois dos três candidatos a deputados pelo concelho da Maia, Emília Santos e Joana Ascensão. O terceiro candidato da Maia é Manuel António Ferreira.

Fernanda Alves