Turismo Sénior da Maia leva 4500 idosos a passear

Dando continuidade ao programa de Turismo Sénior, que já vai na 15ª edição, a Câmara Municipal da Maia proporciona, este ano, à população com mais de 65 anos um passeio por terras de Santa Maria da Feira, Oliveira de Azeméis e Águeda.
Na quinta-feira, dia 16 de Junho, o presidente da Câmara Municipal, Bragança Fernandes, e a vereadora da Acção Social, Ana Miguel Vieira de Carvalho, juntaram-se a um grupo de 336 seniores das freguesias de Gemunde, Gondim e Maia para o almoço.

Numa sala onde não havia espaço para tristezas, Bragança Fernandes recordou o seu lema de campanha, garantindo que apesar da crise, as pessoas vão continuar a estar em primeiro lugar. “É com gosto que o fazemos porque a crise está implementada e é também uma maneira destas pessoas mais desfavorecidas comerem em condições, passarem um dia feliz, entreterem-se, falar com as amigas de antigamente com quem não estavam há muito tempo, saem de casa, coisa que também não fazem porque moram sozinhos, ou não têm retaguarda familiar e aqui passam um dia diferente”, justifica o autarca.
Bragança Fernandes acrescenta ainda que é “com muita alegria” que continua a organização as edições de Turismo Sénior porque é “muito sensível” a estes problemas.

Questionado sobre o orçamento para a edição 2001, o autarca preferiu não falar em números, justificando que todo o dinheiro gasto na acção social é bem gasto. “Não está em causa o que gasta, o que está em causa é o bem-estar das pessoas e é isso que eu quero é que eles sejam felizes como nós”.
Amadeu Martins dos Santos e a esposa, Maria dos Anjos, participaram no programa de Turismo Sénior pela quinta vez. Acolheu a Maia como sendo a sua cidade há cerca de 36 anos e é aqui que se sente bem. Do passeio deste ano, destaca a ida ao Parque de La Salette, “um parque muito, muito bonito. Adorei, vim de lá radiante, passava lá o dia todo”. E como não tem grandes dotes de bailarino, prefere ficar sentada a assistir.

E apesar de tecer elogios à organização por proporcionar estes momentos de convívio, face ao tempo de crise, entendia se a câmara este ano não realizasse o habitual passeio. “Adoro tudo na Maia mas, não é crítica, é um esforço que a Cãmara faz para organizar isso. Entendia se em vez de receber a carta com a data e hora marcada, recebesse uma a dizer que não se realizava, este ano”.
Virgínia Pereira, de Gemunde, costumava participar com o marido, que entretanto, há uns anos faleceu. Virgínia deixou de aproveitar os passeios porque precisava de tempo para se recompor e, este ano, regressou. E ainda bem que o fez, afirma. “Já vi muita gente conhecida da minha juventude que já não via há muitos anos”. Do dia de passeio, destaca o almoço, “muito bom, muito bem servido”. E quanto ao bailico. “Se calhar ainda vou dançar um bocadinho, se arranjar par”.
De manhã, o grupo visitou o Castelo de Santa Maria da Feira, depois visitou o Parque de La Salette. Depois do almoço, que se realizou no Palácio de Águeda, abriu-se a pista de dança com direito a música ao vivo.
Ao todo, o programa de Turismo Sénior da Maia vai contar nesta edição com a participação de quatro mil e 500 idosos.

O Programa de Turismo Sénior da Maia pretende dinamizar os idosos do concelho, elevando a sua moral e dignificando o seu modo de vida, ajudando a combater o problema da solidão. Através da realização de viagens para os idosos a partir dos 65 anos, este programa leva-os a visitar locais de interesse turístico-cultural.

As inscrições decorreram durante a primeira quinzena de Março, e inscreveram-se 4.500 pessoas das quais cerca de 500 registaram-se pela primeira vez. As freguesias que contribuíram com maior número de inscritos foram: Águas Santas, Vermoim, Gueifães e Moreira. Já participaram na edição deste ano, seniores das freguesias de Moreira, Vila Nova da Telha, Barca, Silva Escura, Nogueira, Milheirós, Maia, Folgosa, Santa Maria de Avioso, Gemunde, Gondim e Maia e Vermoim. Até ao final do mês vão os seniores das freguesias que faltam S. Pedro de Avioso, o restante grupo de Vermoim, Gueifães e Águas Santas.

Isabel Fernandes Moreira