Maia recebe Encontro Mundial de Karaté

A Maia acolhe, até sexta, o Encontro Mundial de Karaté. Trata-se de um estágio de karaté, onde participam de mais de 800 atletas de todas as idades, oriundos dos cinco continentes, e que conta com a presença de Instrutores Chefes representantes de cerca de 33 países, incluindo o Instrutor Chefe Shihan Morio Higaonna, de Okinawa.

Desde 1979, anualmente, realiza-se um estágio mundial com o apoio da Federação Japonesa. É a quarta vez que este estágio é organizado por Portugal para o instrutor chefe português, sensei Jorge Monteiro, só pelo número de inscritos já superou as expectativas. “Normalmente quando são estágios nacionais é normal estar assim tanta gente, mas em estágios internacionais o normal é estar à volta de 300 pessoas, por isso, eu estou contente porque foi um trabalho bem feito e o objectivo está cumprido”.
Para o instrutor chefe nacional esta é uma oportunidade para que os atletas possam aprender com os melhores do mundo, “e para ter este nível e aprenderem técnicas e terem este tipo de convívio só indo mesmo a Okinawa e realmente é muito mais fácil termos o Japão na Maia”.

Entre os cerca de 800 atletas, mais de 300 são crianças portuguesas que não quiseram perder esta oportunidade, ressalva Jorge Monteiro. “A maior parte são da Maia porque estão em casa e realmente é a prenda que eu pude dar às pessoas da Maia foi organizar este estágio mundial aqui nesta cidade”.
São cinco dias de aprendizagem, entre as 09h00 e as 14h00, Um intenso trabalho não só físico mas também mental, acrescenta Jorge Monteiro. “Toda a gente se cansa mas, no fundo, nós vamos à parte mental e vamos buscar forças não sabemos bem onde, mas chegamos ao fim e estamos satisfeitos porque a parte mental, a parte de sacrifício ensina-nos também a poder superar os nossos sacrifícios do dia-a-dia, por isso é que a arte marcial do karaté é muito importante nos dias de hoje”, sublinha.

Na segunda-feira da manhã, o vereador do Desporto deu um salto até ao Pavilhão Municipal de Ginástica para espreitar o início dos trabalhos. Para Hernâni Ribeiro acolher na Maia uma prova desta envergadura é sinónimo de grande prestígio. “É muito importante termos aqui na Maia eventos esta dimensão por um lado, “é este tipo de eventos que eleva o nome do concelho e que ajuda a “consolidar o slogan: Maia, Capital do Desporto”.

Por outro lado, como contam com a participação de referências a nível mundial “vão, com certeza, estimular os nossos jovens para a prática desportiva, ainda para mais quando estamos a falar de uma actividade que para além da actividade física promove um conjunto de comportamentos e de estilos de vida saudáveis”.
De acordo com Hernâni Ribeiro o karaté mais do que um desporto é uma filosofia de vida diferente. E a título de exemplo, apontou aquilo a que assistiu no início do estágio. “Quando o mestre ia dar início à actividade toda a gente ficou instantaneamente em silêncio e é extraordinário ver todos, desde crianças e jovens até aos adultos em pleno silêncio durante 20 ou 25 minutos, coisa que, se calhar, é difícil ver noutros sítios, portanto, também a disciplina é ensinada e isso merece todo o apoio desta câmara”.

O vereador reconhece ainda que se trata de uma oportunidade para dinamizar a economia local, uma vez que a maioria dos participantes são de fora do concelho da Maia, pelo que acabar por representar “uma mais-valia para o comércio e restauração do nosso município”, conclui.

Isabel Fernandes Moreira

2 respostas

Os comentários estão fechados.