Ministra da Justiça cancela contrato de arrendamento do Tribunal da Maia

A ministra da Justiça já mandou cancelar o contrato de arrendamento do edifício para o Tribunal da Maia, noticia esta tarde a agência Lusa.

A decisão surge na sequência do parecer do Conselho Consultivo da Procuradoria-Geral da República, divulgado na segunda-feira. Nesse mesmo parecer, solicitado pela ministra Paula Teixeira da Cruz, o organismo considera nulo o contrato de arrendamento de um edifício de escritórios na Zona Industrial da Maia, celebrado a 20 de Junho entre uma imobiliária e o Instituto de Gestão Financeira e de Infra-estruturas da Justiça.

Divulgado o parecer, a titular da pasta disse hoje que mandou cancelar o referido contrato.

MC

1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] do parecer, em termos sumários, a ministra Paula Teixeira da Cruz anunciava que já tinha mandado cancelar o referido contrato de arrendamento. “Acho que a decisão foi a mais correcta”, considera a presidente da Delegação da Maia da […]

Os comentários estão fechados.