Papel e cartão lideram números da reciclagem

No primeiro semestre deste ano, a separação de papel e cartão liderou os números da reciclagem, na área de intervenção da Lipor – Serviço Intermunicipalizado de gestão, valorização e tratamento de Resíduos Urbanos, com cerca de nove mil e 500 toneladas. Ao todo, a empresa encaminhou para reciclagem 27 mil 169 toneladas de materiais.
Segue-se a separação de vidro, com 9 mil 373 toneladas e as embalagens plásticas e metálicas com quase cinco mil toneladas. A separação de monstros não metálicos, madeiras, REEE, sucatas e pilhas/baterias/lâmpadas chegou às três mil e 300 toneladas.

A empresa adianta que estes valores “são fruto do forte investimento e da aposta que a LIPOR e os Municípios associados têm desenvolvido, com vista a maximizar e incrementar a quantidade de materiais a enviar para reciclagem”.

Ainda de acordo com os dados divulgados pelo Departamento de Educação, Comunicação e Relações Institucionais no ano passado, a Lipor encaminhou para reciclagem 19 mil 448 toneladas de vidro, permitindo a poupança de 2.917.200 litros de petróleo. Já com o encaminhamento de 20 mil 911 toneladas de papel e cartão para reciclagem, a Lipor evitou o abate de cerca de 355.487 árvores.

A empresa recorda que, neste momento os cidadãos da área geográfica da Lipor têm à sua disposição um sistema de infraestruturas, equipamentos e serviços para a deposição selectiva dos resíduos, nomeadamente, 21 ecocentros, cerca de 3565 ecopontos, recolha selectiva porta-a-porta distribuída por dois municípios, abrangendo cerca de 50 mil habitantes. Um conjunto de infraestruturas que é ainda complementado por um conjunto de serviços especiais de recolha, centro de triagem e plataformas de apoio.

O desafio, acrescenta a empresa, passa por continuar a crescer até ao final deste ano. A Lipor acredita que com a participação de todos os cidadãos, a Região do Porto e Portugal vão conseguir cumprir as metas europeias estabelecidas em termos de reciclagem.