Prémio Grünenthal Dor para investigadores das Universidades do Porto e do Minho


No âmbito das comemorações do Dia Nacional da Luta Contra a Dor, a Fundação Grünenthal entrega esta sexta-feira, 14 de Outubro, o prémio Grünenthal Dor a um grupo de investigadores da Universidade do Porto e do Minho. A cerimónia esta marcada para as 18h15, na Fundação Champalimaud, em Lisboa.

A Fundação atribui o Prémio de Investigação Básica, avaliado em 7.500 euros, ao trabalho “Papel da noradrenalina na facilitação da dor no encéfalo: estudos em modelos de dor crónica”, da autoria de Isabel Martins, Deolinda Lima e Isaura Tavares, da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto/Instituto de Biologia Molecular e Celular.

O galardão do Prémio de Investigação Clínica, também de 7.500 euros, foi entregue ao trabalho ”Eficácia da associação de Carbamazepina com o bloqueio analgésico periférico com Ropivacaína no tratamento da Nevralgia do Trigémio” da autoria de Laurinda Lemos, Pedro Oliveira, Sara Flores e Armando Almeida, do Instituto de Investigação em Ciências da Vida e Saúde (ICVS) e do ICVS/3B’s – Laboratório Associado da Universidade do Minho.

De acordo com o regulamento do Prémio Dor 2010, o Júri decidiu, ainda, atribuir uma Menção Honrosa ao trabalho colocado a concurso por um grupo de investigadores da FMUP/IBMC, intitulado: “As neurotrofinas Factor de Crescimento Nervoso (NFG) e Factor de Crescimento Derivado do Cérebro medeiam a dor referida e a hiperactividade vesical que acompanham a cistite crónica”, da autoria de Bárbara Frias, Shelley Allen, David Dawbarn, Francisco Cruz e Célia Duarte Cruz.

Os Prémios Grünenthal Dor contemplam um valor pecuniário total de 15.000 mil euros, igualmente distribuídos pelo Prémio de Investigação Básica e pelo Prémio de Investigação Clínica. Criado pela Fundação Grünenthal em 1999, constituem o prémio de mais alto valor anualmente distribuído em Portugal, no âmbito da investigação em dor.

As candidaturas ao Prémio Grünenthal DOR 2011 já estão abertas e deverão ser enviadas, até 15 de Dezembro, por correio registado, dirigidas ao Presidente da Fundação Grünenthal, Rua Alfredo da Silva, 16, 2610-016 Amadora.