Pavilhão Municipal de Corim acolheu Open Internacional da Maia


O Pavilhão Municipal do Corim, em Águas Santas, acolheu, nos dias 14 e 15 de Abril, o Open Internacional da Maia de karaté. O evento contou com a participação de 1100 competidores provenientes de norte a sul do país e ilhas; de Andorra, Espanha e Marrocos.

De acordo com o clube organizador, o Clube de karaté da Maia (CKM), o nível competitivo “tem aumentado de ano para ano, contanto com atletas medalhados europeus, africanos e mundiais que não perderam a oportunidade de lutar pelo título internacional desta prova considerada uma das maiores da Europa”.

O evento começou no dia 14, sábado, com a 5ª edição do Torneio das Selecções. Na final a selecção do Norte, que contou com a participação dos atletas da Maia – Nuno Moreira, Inês Rodrigues e Sofia Almeida – eliminou a selecção do centro sul, revalidando o titulo.

Para a história do clube maiato, para além de uma organização elogiada, ficam também os resultados. No escalão entre os 12 e os 13 anos os maiatos levaram a melhor com as vitórias de Fábio Barbosa nos -55Kg e Luís Vandermuren nos +55Kg. Em femininos, Inês Sousa conseguiu atingir a final mas acabou no segundo lugar. No mesmo escalão Ricardo Coelho conseguiu um terceiro lugar nos -55Kg.

Em cadetes, Sofia Almeida perdeu no acesso à final acabando no terceiro lugar.
Em seniores, Ana Almeida atingiu a final mas não conseguiu impor-se frente à companheira de selecção. já Ricardo Rocha alcançou uma classificação de prestígio – um honroso terceiro lugar na categoria Sénior +78Kg. A encerrar o evento, na final, Nuno Moreira defrontou o atleta Halin Nizar, campeão africano e medalhado das provas da Premier League. Nuno Moreira mostrou a superioridade e venceu o internacional por decisão arbitral, naquele foi um combate empolgante que permitiu a conquista do titulo de -78Kg.

Já no domingo a festa fez-se com e para os mais novos. O CKM conseguiu lugares de prestígio alcançando por três vezes a final no escalão até aos 9 anos. Pedro Carvalho acabou na segunda posição com menos uma bandeira do que o vencedor. Nos iniciados, Ricardo Valente foi o grande vencedor do escalão. No pódio, em terceiro lugar, ficou ainda o atleta maiato Pedro Lopes. Em femininos, Mariana Semblano atingiu a final mas não conseguiu vencer.