Maia cria o CENTR’ARTE – Centro Metropolitano de Arte Contemporânea

A Câmara Municipal da Maia vai realizar uma forte aposta na cultura ao criar o CENTR’ARTE – Centro Metropolitano de Arte Contemporânea. A abertura deste centro está agendada para o início do mês de Julho e irá ter sede no Fórum Maia.

O CENTR’ARTE quer ser um espaço de exposição, exibição, divulgação, reflexão, documentação, criação e venda de arte contemporânea. Quer dar a conhecer não só o trabalho dos artistas maiatos, mas também dos artistas da Área Metropolitana do Porto.

O vereador do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia, Mário Nuno Neves, salienta que o CENTR’ARTE vai transformar o Fórum Maia num centro de arte onde serão abordadas as vertentes da criação, exibição e comercialização. Mário Nuno Neves referiu também que a comunidade criadora da Maia e a Área Metropolitana do Porto estão a passar “momentos muito difíceis” e que é urgente arranjar soluções para esses problemas que afectam não só as próprias instituições como também a cultura.

E como será organizado o CENTR’ARTE? O autarca explica que será atribuída total “prioridade a artistas constituídos de forma associativa”. “Somos nós que estamos a promover os contactos com o universo de criadores que queremos, como também com criadores que queiram aderir a este evento. Como isto vai funcionar? Depende muito da própria dinâmica que o centro conseguir criar”, afirma.
“É evidente que vai ter de haver uma gestão em parceria porque em toda a zona que vai ser ocupada são essencialmente as zonas das galerias do Fórum da Maia. Não vai acontecer nada no CENTR’ARTE que não corresponda também a alguma necessidade do momento da nossa política cultural e as pessoas têm consciência disso”, esclarece o vereador.

A inauguração deste conceito coincide com a segunda edição da “Maia, Cidade em Performance”, uma exposição multidisciplinar que está a ser preparada por vários artistas e criadores.