Ricardo Bexiga quer devolver à Maia protagonismo que perdeu na AMP

Foi com “muita honra” que Ricardo Bexiga aceitou o convite endereçado pelo presidente da Federação Distrital do Porto do PS, do secretariado concelhio da Maia, e o secretário-geral do PS, António José Seguro para que o seu nome fosse apresentado à Comissão Política da Maia, que vai reunir no dia 4 de Janeiro de 2013 para escolher o candidato à Câmara Municipal.

Ricardo Bexiga diz que a Maia é um concelho que conhece bem. Aliás, acrescenta, na Área Metropolitana existe uma consciência de que as grandes questões que afectam os seus concelhos “são, cada vez mais, problemas inter concelhios”. “Há muitos anos que acompanho a realidade da Área Metropolitana do Porto (AMP) e, portanto, tenho um conhecimento muito profundo das grandes questões que englobam o futuro desta AMP e também da Maia e o grande projecto é, de facto, de novo trazer à Maia o protagonismo que já teve no contexto metropolitano”, justifica.

Considera que a Maia “estagnou” e o papel afirmativo que teve durante a liderança de Vieira de Carvalho está “já muito no passado”. “Portanto, nós queremos, no PS, trazer de novo à Área Metropolitana o orgulho maiato de um concelho que marcou, durante muitos anos, aquilo que foram os destinos desta AMP e dos grandes projectos que, “infelizmente” nos últimos anos “têm escapado ao município da Maia”.

Ricardo-Bexiga_thumb.jpg

A título de exemplo, Ricardo Bexiga aponta “tudo o que diz respeito a grandes unidades industriais e de investigação a que o município da Maia chegou a apresentar a sua candidatura e foram projectos que foram para conselhos vizinhos”.

Se o seu nome for ratificado na reunião da Comissão Política Concelhia da Maia do PS marcado para o dia 4 de Janeiro, garante que vai começar a trabalhar no terreno, “ imediatamente”. Aliás, nesta altura, acrescenta, já está a estabelecer contactos com a sociedade civil da Maia. Se o nome for escolhido, “imediatamente estarei no terreno, junto da população para conseguir recolher o contributo para o projecto que o PS quer apresentar nas eleições autárquicas de 2013”.

Ricardo Bexiga sabe que tem muito trabalho pela frente, mas sabe também que vai contar com o apoio dos eleitos locais no executivo, na Assembleia Municipal e nas juntas e assembleias de freguesia para o ajudarem a desenvolver a tarefa de apresentar um projecto alternativo para o concelho da Maia.