Maia adere ao Eixo Atlântico

A comissão executiva do Eixo Atlântico aceitou a integração dos municípios portugueses da Maia e de Santa Maria da Feira e dos concelhos galegos de Lugo e da Corunha, passando a contar com as 38 maiores cidades desta eurorregião.

“Com estas entradas, o Eixo Atlântico converte-se, não só numa das maiores entidades transfronteiriças da Europa, tendo em conta o número de associados, mas também no sistema urbano transfronteiriço organizado mais dinâmico da Europa”, lê-se na nota informativa da associação transfronteiriça.

A associação Eixo Atlântico foi criada em 1992, em Viana do Castelo, por 18 cidades, nove de cada lado da fronteira.

mapa_cidades2014

Com a integração dos novos municípios, processo que durou um ano, “a população de referência entre as cidades membros e suas áreas de influência ronda os sete milhões de habitantes, o que converte o Eixo Atlântico na terceira área urbana da Península Ibérica, atrás de Madrid e Barcelona e à frente de Lisboa, e numa das dez principais áreas urbanas da Europa”.

A comissão executiva da associação transfronteiriça decidiu ainda que as cidades de Matosinhos e Vila Real partilhem a organização da Capital da Cultural do Eixo Atlântico, a realizar em 2016.