,

Fórum da Maia recebe World Press Photo 2015

O Fórum da Maia abre amanhã as portas à maior exposição de fotojornalismo do mundo. Pelo 13º ano consecutivo, a World Press Photo está de regresso à Maia para ficar até 13 de dezembro.

A exposição World Press Photo é o resultado de uma seleção rigorosa das fotos finalistas do mais importante concurso de fotojornalismo do mundo.

Na edição deste ano participaram mais de cinco mil e quinhentos fotógrafos, de 131 países, levando perto de 98 mil fotografias a concurso.

A mostra será inaugurada esta noite (21h30), com a presença do Comissário da World Press Foundation, Laurens Korteweg.

Paulo Ramalho, vereador das Relações Internacionais da Câmara Municipal da Maia, “a visita à World Press Photo, mais que uma visita a uma exposição é uma oportunidade para fazer uma viagem pelos acontecimentos que marcaram o ano de 2014, como os conflitos na Ucrânia, na Síria, em Gaza e a crise do Ébola, mas também para reflectir sobre o quanto o nosso mundo é ainda tão diferente e desigual”. Sublinha que é a  “verdadeira concretização da ideia de que uma imagem vale mais que mil palavras”.

Sobre a aposta da Câmara Municipal em continuar a promover esta exposição, Paulo Ramalho refere que se trata de “ um evento de grande prestígio, que para além de ter já um público muito fiel, que ano após ano vem a Maia para visitar a World Press Photo, acrescenta valor e notoriedade ao nosso território”.

Organizada em várias categorias – Arte e Entretimento, Assuntos Contemporâneos, Vida Quotidiana, Notícias Gerais, Natureza, Pessoas e Notícias, Retratos, Notícias Locais e Desporto-, a mostra agora apresentada vai retratar os acontecimentos mais marcantes que tiveram lugar no ano de 2014.
World Press Photo 2015
O World Press Photo 2015 percorre mais de 100 cidades de 45 países, sendo a Maia e Lisboa as únicas cidades portuguesas a exibir a mostra.

A fotografia escolhida para o cartaz desta edição é da autoria do italiano Massimo Sestini e ganhou o segundo prémio singles/notícias gerais. Esta fotografia foi tirada a 20 milhas ao largo da costa da Líbia e mostra-nos um barco de refugiados resgatado pela Marinha italiana. Este resgate fez parte da Operação de salvamento Mare Nostrum.

Com entrada é gratuita, esta exposição pode ser visitada todos os dias entre as 9h00 e as 22h00.