Município tem novos camiões do lixo movidos a gás natural

Maiambiente tem novos camiões do lixo movidos a gás natural

A Câmara Municipal da Maia apresentou quatro novas viaturas de recolha de lixo mais amigas do ambiente.

No passado dia 21, a equipa da Maiambiente e os presidente e vice-presidente da autarquia, Bragança Fernandes e António Tiago, respetivamente, juntaram-se em frente aos Paços do Concelho para apresentar publicamente um carro elétrico de apoio à limpeza urbana e três camiões movidos a gás natural, um deles único em Portugal.

António Tiago salientou que o veículo que se destaca é o camião que “além da recolha dos resíduos dos contentores porta a porta também faz o levantamento dos resíduos nos contentores enterrados, sendo que é o único com estas caraterísticas em Portugal que é movido a gás natural”.

Cada veículo pesado constitui um investimento para a autarquia da Maia de cerca de 200 mil euros enquanto o carro elétrico ficou por 25 mil euros.

Na ocasião, a autarquia aproveitou para destacar o papel pioneiro e inovador da Câmara da Maia no âmbito ambiental. Assim, os bons resultados têm sido reveladores para o município.

Maia é exemplo para outros concelhos

“É um projeto da Maia levado a cabo pela empresa muinicipal – Maiambiente – e que deverá ser seguido por outros municípios no país, dado que se trata de um bom exemplo de sustentabilidade e de boas práticas ambientais a nível nacional”, salientou António Tiago.

António Tiago e Bragança Fernandes nos novos camiões do lixo

De resto, a Maia é um município inovador e vanguardista no que diz respeito à reciclagem e à recolha seletiva de resíduos. O vice-presidente frisou que “os elevados índices alcançados no município na reciclagem multimaterial na ordem dos 41 por cento e que colocam a Maia ao nível do que de melhor se faz na Europa e no mundo neste âmbito” constitui o resultado de um trabalho sustentado de há vários anos. O autarca recorda que “os municípios vizinhos têm taxas na ordem dos 20%” apenas.

António Tiago lembra que foram distribuídos contentores de reciclagem seletiva de materiais em todo o concelho e “fazemos a recolha porta a porta, vamos a casa de cada um de nós, ao escritório e empresa de cada um de nós, para fazer a recolha seletiva e somos um caso único a realizar essa recolha em todo o município”.