,

Autarquia e Art’Imagem semeiam cultura na 11ª edição de Maia ao Palco

De 21 a 27 de Março, decorre a 11ª edição da Primavera do Teatro – Comemorações do Dia Mundial do Teatro na qual está inserido o “Maia ao Palco – IX Mostra de Teatro de Amadores da Maia”.

Com esta Mostra a Câmara Municipal da Maia e o Teatro Art’Imagem pretendem valorizar e dar a conhecer ao maior número de pessoas o mérito cultural das associações do município, possibilitando, desta forma, a apresentação das suas peças na principal sala do concelho, incentivar o intercâmbio entre as várias coletividades, contribuindo para um melhor conhecimento entre participantes.

A Maia ao Palco é também um espaço para confrontar experiências artísticas diversas, melhorar a qualidade das peças e a escolha de novos repertórios, fomentar o espírito crítico e abrir canais de debate entre os artistas amadores, seus associados e os espetadores em geral, alargando assim, de uma forma concertada, a oferta cultural do concelho da Maia.

A abrir o certame, no dia 21, às 15h00, realiza-se a iniciativa o cinema vai ao teatro. No Auditório da Quinta da Caverneira é exibido o filme “Uma Vida Normal”, um filme de Joaquim Leitão e com entrada livre. No mesmo dia, mas às 21h30, tem lugar a primeira apresentação teatral com Sancti Martini e Associação JB Juventude Barcarense a levarem à cena, no Grande Auditório do Fórum da Maia, a história de um ardiloso marido, desconfiado da fidelidade de sua esposa, que contrata os serviços de um habilidoso detetive. A entrada custa 5 euros.

No dia 22, às 15h00, realiza-se no Auditório da Quinta da Caverneira, a Oficina de Teatro Sénior Aula Aberta, com o formador Flávio Hamilton. Esta iniciativa, em parceria com a Câmara Municipal e o Teatro Art’Imagem, pretende nas Comemorações do Dia Mundial do Teatro uma experiência teatral conjunta entre formandos seniores da Oficina com pessoas de todas as idades.

Às 21h30, realiza-se mais um espetáculo Maia ao Palco, com a Oficina de Teatro Sénior, no Grande Auditório do Fórum da Maia.

“Um bailado de cadeiras e atores, de poetas e acordeonistas, de gigantes e faunos, sintonizados em ondas de FM; porque quisemos contaminar parte do jogo, através da Frequência da Memória, com os dias do teatro radiofónico” – é o mote para o espetáculo.

No dia 23, pelas 15h00, há mais um filme para ver no Auditório da Quinta da Caverneira: “Esquece tudo o Que te Disse” com realização de António Ferreira.

Para as 21h30 está agendado o espetáculo “Farsa de Inês Pereira”, de Gil Vicente, pelo grupo Que Cena – Agrupamentos de Escolas de Águas Santas.

Já a 24 de março, há espetáculo às 21h30, com o grupo do ICM – Instituto Cultural da Maia, que apresenta “O Crime da Aldeia Velha”, de Bernardo Santareno.

No sábado, dia 25, há três iniciativas. A hora do Conto, às 11h00, na Biblioteca Municipal com “O Beijo da Palavrinha” de Mia Couto; a oficina de dramaturgia apresenta às 18h00, no Pequeno Auditório do Fórum da Maia o texto final criado pelos alunos no âmbito da formação orientada por Micaela Barbosa; e às 21h30, no Grande Auditório do Fórum da Maia, é a vez de Pé no Charco – Teatro Oficina levar à cena “Contos Desfadas”.

No domingo, dia 26, às 16h00, no Grande Auditório do Fórum da Maia, a Secção Cultural José Lopes – Associação Clube Desportivo José Lopes apresenta a recriação da revista portuguesa “O ouriço é delas!”

Para o dia do Teatro, a 27 de março, às 21h30, no Auditório da Quinta da Caverneira, o Teatro Art’Imagem, leva ao público a Oficina de Teatro da Maia “Leitura da Mensagem do Dia Mundial do Teatro”.

Os bilhetes estão à venda ao preço único de 5 euros, no Fórum da Maia, na Biblioteca Municipal e no Maia Welcome Center e ainda online: https://forummaia.bol.pt/

Angélica Santos