,

Marylin Monroe revisitada por António Azevedo

No dia 13 de maio, às 16h00, no Cinema Venepor, António Azevedo apresenta mais de 100 quadros com montagens sobre um dos ícones do cinema, Marylin Monroe. Associa-se assim às sessões do Cincelube da Maia, enriquecendo o espaço de projeção com obras de arte de uma mulher que apaixonou muitos através da tela.

António Azevedo revelou ao Primeira Mão que a inauguração da mostra sobre Marylin Monroe decorrerá numa sessão com muitos convidados mediáticos e com uma modelo, que reincarnará a “amante do presidente Kennedy” na perfeição, ao ponto de interpretar para o presidente da Câmara da Maia o tema “Happy Birthday”…

A mostra, que ficará patente até ao final do ano, incluirá cerca de 100 quadros com as colagens (maquetes) originais, que deram origem às imagens finais sobre a atriz, conhecida pela sua farta cabeleira loura. Mas o autor diz que prefere expor as colagens para que as pessoas possam tocar e sentir o seu trabalho, percebendo o seu processo criativo e produtivo.

A entrada nesta mostra é gratuita, havendo a possibilidade de agendamento de oficinas e visitas guiadas de terça a sexta, das 10h00 às 16h00. Possibilidade de deslocação às escolas, todas as segundas, das 10h00 às 16h00. As visitas são feitas mediante marcação no Fórum da Maia ou diretamente com o artista.

Criatividade cultivada há três décadas por António Azevedo

Criatividade é algo que o fotógrafo vai cultivando há largos anos, já lá vão mais de três décadas a trabalhar e a aprender fotografia. Apresenta um vasto currículo com incursões pela publicidade, moda e fotografia de decoração, sempre com a envolvente insólita como pano de fundo.

As imagens produzidas por António Azevedo são mais do que simples fotografias. Cada montagem procura um olhar criativo sobre a beleza ou do ser humano, ou da natureza ou, simplesmente, de um monumento…

O fotógrafo, que diz que a Maia lhe dá “dormida e trabalho há 40 anos” e por isso pode considerar-se maiato, faz questão de apresentar em primeira mão os seus trabalhos nesta cidade, de resto, sublinha, “a edilidade que, de longe, mais progrediu nos últimos 30 anos”.

Esta será a 22ª exposição de António Azevedo, que privilegia os espaços da Maia, como o Fórum, por exemplo, embora apresente os seus trabalhos por diversos concelhos. Mas ainda recorda a exposição que realizou no Fórum da Maia aquando da inauguração, tendo exposto os seus trabalhos ao lado de artistas consagrados como Picasso, Miró, Vieira da Silva e João Cutileiro. “Foi uma honra!”, recordou António Azevedo.

Outro projeto aliciante que o fotógrafo recorda com carinho foi o livro “Pedaços do Tempo”, oportunidade proporcionada por Vieira de Carvalho, um livro que recria em 334 imagens a história citadina e rural da Maia. As incursões pela escrita também são um campo fértil para António Azevedo, que se prepara para lançar em breve um novo livro.

Outros projetos fazem parte das suas ambições. O autor está a preparar para apresentar no Fórum da Maia uma exposição sobre a temática “Borboletas”. Está a trabalhar também noutras exposições: “Janelas da Vida”, “Insólitos” e “Tatuagens”.

Angélica Santos