,

Bragança Fernandes escolheu “os melhores candidatos” no PSD para o distrito

No último dia 15, os candidatos do PSD às 17 câmaras do distrito do Porto (ainda sem Matosinhos) reuniram numa unidade hoteleira da Maia, para definirem uma estratégia para o distrito.

A reunião foi presidida pelo vice-presidente da comissão política nacional do PSD, Marco António Costa, e pelo presidente da Distrital, António Bragança Fernandes, e neste espaço de debate foram discutidas questões operacionais e estratégias de campanha para todo o distrito.

Álvaro Almeida, candidato à Câmara do Porto, destacou no encontro com os jornalistas, após a reunião, que o PSD “fará uma campanha muito voltada para a resolução dos problemas concretos dos cidadãos destes municípios e, com base nessa campanha, o PSD tem boas expetativas de ter um bom resultado no distrito, conquistando a maioria das câmaras do distrito do Porto”.

Ainda assim, disse Álvaro Almeida, “cada município terá a sua campanha”, serão 18 campanhas diferenciadas, pois “cada um dos municípios tem questões que necessitam de ser resolvidas, por exemplo, no caso do município do Porto, “teremos que resolver problemas de trânsito, de segurança, do emprego”. Pelo que, frisou, “cada candidato se irá propor a resolver os problemas específicos dos cidadãos do seu município”.

Bragança tem a ambição de ganhar as 18 câmaras no distrito do Porto

Bragança Fernandes, líder da Distrital, não quis adiantar muito mais sobre a demora no anúncio da escolha do candidato de Matosinhos, referindo que “estão a ser cumpridas as regras” e preferindo destacar a sua ambição de “ganhar as 18 câmaras municipais”, sendo “para isso que estamos a lutar”. Tendo em conta estes objetivos, “escolhemos os melhores candidatos para concorrerem nos respetivos concelhos e tenho esperança que vamos fazer um grande resultado, até porque estas eleições serão extremamente atípicas”.

Bragança Fernandes especifica que os eleitores encontram pela frente um cenário que foge ao tipo de luta partidária habitual. E para exemplificar o que considera “atípico”, Bragança Fernandes dá o exemplo do município da Maia: “temos um candidato que é filho do Dr. Vieira de Carvalho, que foi um ótimo presidente do PSD, e que está a candidatar-se pelo PS; não esquecendo ainda o caso do Marco, onde um candidato que era do PSD está a concorrer pelo CDS; ou ainda o Porto, em que estavam unidos e agora deixaram de estar e os eleitores estão muito confusos”.

Apesar de tudo, “os eleitores são muito espertos”, garante o líder da Distrital, que acredita que estes saberão, na hora certa, distinguir o “trigo do joio”.

As coligações estão previstas, confirmou Bragança Fernandes, “já temos onze no distrito e, em Matosinhos, vamos tentar também que exista com o CDS. Demos luz verde às concelhias para realizarem coligações, se assim o entenderem”.

Acordo para coligação na Maia já foi assinado por António Tiago

Na Maia, o presidente da Concelhia, António Tiago, que também é o cabeça de lista à Câmara, confirmou ao Primeira Mão que já “foi assinado o acordo de coligação com o CDS da Maia” a nível concelhio. As comissões distritais também já ratificaram o acordo, sendo que, no próximo dia 25, irá acontecer um momento formal de apresentação desta coligação.

A apresentação oficial da candidatura conjunta no concelho da Maia também já está marcada para o dia 25 de junho.
“Há uma adesão muito forte e convicta à candidatura, é isso que eu pretendo e que o concelho da Maia deseja, é que haja uma continuidade desta maioria PSD/CDS. Pelo que estou muito esperançado na minha eleição e na vitória no próximo dia 1 de outubro”, afirmou António Tiago.

Questionado sobre que estratégia de diferenciação para esta candidatura, António Tiago respondeu ao Primeira Mão que, desde logo, a diferenciação começa com a sua personalidade, pois “sou uma pessoa diferente e vou imprimir obviamente uma nova dinâmica. Embora não renegando o passado, iremos ter um programa eleitoral muito firme que está a ser preparado por uma equipa que me acompanha e que, na apresentação da candidatura, será conhecido mais em detalhe”.

Angélica Santos