,

As melhores imagens do meio jornalístico na Maia a partir de 27 de maio

Este sábado, dia 27, abre mais uma exposição do conceituado concurso World Press Photo, no Fórum da Maia. O que de melhor é fotografado no meio jornalístico passa por aqui.

A foto do ano para a World Press Photo, da autoria de Burhan Ozbilici, fotógrafo turco da Associated Press, mostra o polícia Mevlut Mert Altintas, armado, gritando e esbracejando, instantes depois de ter assassinado a tiro o embaixador russo na Turquia.

Burhan Ozbilici, fotógrafo da Associated Press, passou por uma exposição em Ancara ao final da tarde. Não podia imaginar que seria uma testemunha do assassinato do embaixador russo na Turquia, nem que os tiros disparados pelo polícia Mevlut Mert Altintas – e captados pela sua câmara – lhe dariam o primeiro prémio do World Press Photo (WPP) 2017.

A imagem foi a vencedora, mas continua a ser controversa. “É a imagem de um assassinato, com o assassino e o morto, ambos na mesma fotografia. Moralmente é tão problemático como publicar um terrorista a decapitar a vítima”, comentou Stuart Franklin, presidente do júri do concurso que admitiu, depois, ter votado contra a foto de Ozbilici.

A partir de 27 de maio, no Fórum da Maia, pode conferir por si mesmo o impacto emocional provocado por esta e outras imagens do ano.
A edição de 2017 da exposição WPP apresenta ao público as imagens vencedoras do 60.º concurso anual da World Press Photo, selecionadas a partir de um total de 80.408 imagens produzidas por 5.034 fotógrafos de 126 países.

Referência mundial do fotojornalismo, a exposição dá a conhecer ao público, através das imagens premiadas pela World Press Photo, algumas das questões cruciais com as quais povos e sociedades de todo o mundo se defrontam na atualidade e que, em muitos casos, se repercutem além das suas fronteiras e mesmo à escala global. O evento é gratuito.