,

Assinado protocolo para a coligação “Maia em Primeiro”

O presidente da Comissão Política Concelhia do PSD da Maia, António Silva Tiago, e o presidente da Comissão Política Concelhia do CDS-PP da Maia, Manuel Oliveira, assinaram no dia 25, pelas 18h30, na Casa das Tílias, o Acordo de Coligação para as Eleições Autárquicas de 2017. A equipa candidata-se com o mote “Maia em Primeiro”.
A cerimónia contou com a presença de várias personalidades do PSD e do CDS-PP, a nível distrital e concelhio. Em breve daremos mais pormenores desta cerimónia.
A apresentação oficial da candidatura conjunta para o município maiato também já está marcada para o dia 25 de junho. Nessa altura será apresentado oficialmente o candidato à Câmara, o candidato à Assembleia Municipal, Bragança Fernandes, e os candidatos às Juntas de Freguesia da Maia.
“Há uma adesão muito forte e convicta à candidatura, é isso que eu pretendo e que o concelho da Maia deseja, é que haja uma continuidade desta maioria PSD/CDS. Pelo que estou muito esperançado na minha eleição e na vitória no próximo dia 1 de outubro”, afirmou António Tiago ao Primeira Mão.
Questionado sobre que estratégia de diferenciação para esta candidatura, António Tiago respondeu ao Primeira Mão que, desde logo, a diferenciação começa com a sua personalidade, pois “sou uma pessoa diferente e vou imprimir obviamente uma nova dinâmica. Embora não renegando o passado, iremos ter um programa eleitoral muito firme que está a ser preparado por uma equipa que me acompanha e que, na apresentação da candidatura, será conhecido mais em detalhe”.

Carlos Moreira é candidato à vila de Moreira pela coligação “Maia em Primeiro”


Da semana passada vem a revelação na rede social Facebook de uma das candidaturas à Junta de Freguesia. À Junta de Moreira, Carlos Moreira assume-se como candidato e avança que na sua participação, no domingo, dia 21, em mais uma caminhada solidária organizada pelas Juntas de Freguesia de Moreira e Vila Nova da Telha (a favor dos Bombeiros Voluntários de Moreira e do Agrupamento de Escolas Vieira de Carvalho), sentiu “o apoio de muitos moreirenses em relação à minha candidatura”.

Na altura, Carlos Moreira referiu que teve oportunidade de conversar com António Tiago, candidato à Câmara da Maia, assegurando que estão “a preparar um programa, tanto ao nível da freguesia, como ao nível do concelho, que continue a responder aos principais anseios e prioridades dos moreirenses”.

CDS afasta ligações ao candidato independente Francisco Vieira de Carvalho

No último dia 19, o CDS Maia emitiu um esclarecimento em comunicado dando conta do acordo com o PSD para as eleições de 1 de outubro, referindo que esse acordo foi alcançado “com total transparência, serenidade, sentido de compromisso e respeito entre as duas equipas concelhias”.

No comunicado, o CDS explica que “o acordo alcançado pelas Comissões Políticas do CDS Maia e do PSD Maia visa a formação de listas para a Câmara Municipal, Assembleia Municipal e todas as Assembleias de Freguesia do nosso concelho”.

Assim, os centristas votaram por unanimidade o “apoio ao candidato António da Silva Tiago à liderança da Câmara Municipal da Maia para os próximos quatro anos” e a CP do CDS Maia esclarece que “não incorpora, não mandatou e não se faz representar em jantares burgueses de qualquer movimento, tendência ou lobby que, dentro de portas, mas fora da Maia, promovam ou incentivem outra solução governativa para o nosso concelho que não aquela votada por esta Comissão Política eleita democraticamente e legitimamente em Janeiro de 2016”.

Fica claro o distanciamento do CDS de alguns centristas que terão participado num jantar em Esposende, promovido pelo “Esperança em Movimento” (TEM), em que Francisco Vieira de Carvalho foi um dos convidados, e onde se prestou homenagem ao seu falecido pai, José Vieira de Carvalho, antigo presidente da Câmara da Maia.