,

Hortíssima atraiu visitantes para alimentação saudável

A segunda edição da Hortíssima animou o centro da Maia de 1 a 5 de junho, assinalando duas celebrações, o Dia Mundial da Criança e o Dia Mundial do Ambiente.

O evento voltado para os produtos hortícolas de tendência biológica e centrado na produção local e doméstica, já habituou os maiatos a um espaço de convívio familiar e a uma área pedagógica para miúdos e graúdos, em vertentes como o cultivo, educação ambiental, a culinária ou a nutrição.

O programa contemplou cerca de 12 atividades diferentes, que resultaram em mais de 100 ações: aulas de culinária, demonstrações de cozinha por chefes conceituados, oficinas didáticas, ateliês de reciclagem, compostagem doméstica, mercado hortícola, hortas pedagógicas, oficinas de leitura, teatro de rua, espetáculos de música, dança e etnográficos e minicursos de compostagem doméstica, pela LIPOR, com distribuição gratuita de compostores.

Uma das novidades desta edição foi o curral, onde esteve nos cinco dias do evento a Vaca Mimíssima, alimentada por produtos naturais e biológicos, que forneceu leite para confeção de pequenos-almoços e lanches para as crianças das escolas da Maia e demais que visitaram o festival.

Além dos espaços de Showcooking, Workshops, Hortas Pedagógicas, Espaço de Provas e Tertúlias, Hortíssima ofereceu uma Praça da Restauração servida por três restaurantes e dois bares.

Dado o seu caráter social e pedagógico, desde a sua primeira edição, em 2016, Hortíssima contou com a adesão, como embaixadores, personalidades de diversas áreas, como os economistas Silva Peneda e Rui Rosa Dias; as atletas olímpicas Aurora Cunha e Fernanda Ribeiro; o artista-plástico Jorge Curval; o cantor Berg, o professor universitário e atleta Carlos Resende; e o nutricionista Fernando Póvoas, potenciando-se deste modo a visibilidade do projeto.

Esta foi uma parceria da Câmara Municipal da Maia com a Cooperativa Agrícola da Maia e os apoios de LIPOR, Zoo da Maia e Quercus.