Nossa Senhora do Bom Despacho com 11 dias de festa

Uma das novidades deste ano das Festas do Concelho da Maia é um programa recheado de ações em 11 dias consecutivos de festa, com eventos diferentes em mais do que um ponto da cidade, desde o palco principal ao Parque Central e ainda na Fundação Gramaxo.

Joaquim Marques acrescenta que não existem recursos humanos na comissão de festas para ir mais além, ainda assim, reúnem-se voluntários que conseguem reunir as condições para a concretização de diversas ações que se vão desenrolando, sempre com a preocupação de incluir novidades a cada ano.

Por outro lado, a base dos cofres da organização nunca ultrapassa o montante entre os 130 e os 150 mil euros e, sublinha Joaquim Marques, “gostamos de cumprir os nossos orçamentos e não exceder as capacidades que temos”. E o coordenador das festas volta a insistir que as festas da Senhora do Bom Despacho deviam ser uma empreitada cada vez mais a cargo do município, já que a Câmara tem recursos humanos e logísticos que teriam maior facilidade em trabalhar na organização dos eventos. Afinal, é um trabalho muito exigente e que exige um esforço quase todo o ano para este fim.

Este ano, e após uma auscultação nas redes sociais, os DAMA serão o grande atrativo do programa musical, na segunda-feira, dia 10, feriado municipal na Maia. A banda foi a vencedora dos questionários e assim há a certeza de ir ao encontro do gosto das pessoas.

Programa Musical:

. dia 7 – Augusto Canário
. dia 8 – Cuca Roseta
. dia 9 – Dengaz
. dia 10 – DAMA

Além destes nomes de cartaz, haverá artistas locais, que vão completar o programa, de resto, uma situação habitual que a comissão de festas faz questão de manter, dando oportunidades aos novos valores ou artistas residentes na Maia.

“Haverá dias próprios desde o dia 30 de junho ao dia 7 de julho para a animação local, inclusivé na Fundação Gramaxo, onde teremos momentos de fado muito interessantes”, referiu Joaquim Marques.

Será dado destaque ao fado nestas festas, tendo Joaquim Marques avançado que haverá na primeira parte do concerto de Cuca Roseta a atuação de fadistas locais, o mesmo acontecendo nas noites na Quinta Gramaxo.

A alternativa sossegada da Quinta da Fundação Gramaxo

O espaço da Quinta da Fundação Gramaxo (antiga Boavista) aberto às festas é uma alternativa ao bulício popular das barraquinhas e dos espetáculos mais populares do palco principal. Após um período em que a Quinta esteve fechada, é uma conquista importante para as festas voltar a ter, como era tradicional, aquele espaço que mais parece um oásis, aberto à população e visitantes.

Adianta Joaquim Marques que haverá na Quinta uma Feira do Livro, animação diversa, ainda uma exposição de orquídeas, o Maia Vinhos e Sabores, onde haverá provas de vinhos e serviço de petiscos e refeições. “O espaço ideal para dois dedos de conversa com os amigos, de forma mais tranquila para quem não aprecia o bulício das festas mais populares”, refere Joaquim Marques.

Receitas do município e de toda a comunidade

As receitas para fazer face às despesas das festas advêm de três áreas importantes, refere Joaquim Marques: “o subsídio da Câmara Municipal, o aluguer dos espaços e divertimentos e ainda os peditórios, quer porta a porta quer pela angariação de patrocínios junto das empresas.

A Comissão de Festas trabalha em parceria com a Câmara Municipal na articulação do aluguer dos espaços, quer na instalação de meios de segurança, “é uma parceria muito estreita, trabalhamos sempre em articulação”.

Iniciativas inéditas chamam a atenção para as festas

“De freguesia em freguesia até à romaria” foi a iniciativa com que arrancou o programa de Festas de Nossa Senhora do Bom Despacho, as festas do Concelho da Maia.

A comissão de festas tem vindo a descobrir a Maia, com cinco fins de semana de passeio pelas freguesias, de 2 de abril a 11 de junho. Em cada fim de semana foram efetuadas rondas de visitas por todas as freguesias da Maia com um crescente número de visitantes, referiu ao Primeira Mão, o coordenador da organização das festividades.

A comissão também já organizou uma rota mariana, com visitas a todas as paróquias e igrejas associadas ao culto mariano, associando-nos aos 100 anos das aparições de Fátima. A 18 de junho, voltou-se a sair à rua para a rota dos caminhos de Santiago.

Ainda na área dos passeios pelo concelho, a descoberta far-se-á ainda de bicicleta, já que a comissão tem agendado para 2 de julho o III Passeio BTT Rumo ao Bom Despacho.

“É uma prova fora de estrada, vamos andar aí pelos montes, não é competição, mas será uma manhã muito interessante pois haverá muito exercício físico e convívio”, convidou Joaquim Marques.

Concentração de carros antigos e clássicos

Outro evento que é levado a cabo é a concentração dos carros antigos e clássicos, também dia 2 de julho, desta vez com um cariz um pouco diferente, pois “faremos a concentração aqui em frente à Câmara Municipal e iremos visitar as freguesias em passeio. Teremos depois um almoço no aeródromo de Vilar de Luz. Já de tarde regressaremos aqui ao centro, onde os carros ficarão em exposição”.

A organização afirma que procura ter iniciativas diversas, com diferentes temas, tendo essa preocupação de poder agradar ao maior número de pessoas. A ideia é fazer a festa para todos e tendo ações no âmbito desportivo, cultural e musical, temos mais hipótese de agradar a todos”.

Angélica Santos