Xeque Mate foi grande jogada em concerto na Maia

A banda mítica de heavy metal maiata Xeque Mate deu na passada quarta-feira, dia 5, um concerto memorável, proporcionando aos fãs e muito público presente, um espectáculo completo, cheio de cor, efeitos surpreendentes e movimento, além de participações musicais especiais, como Tó Zé dos Perfume e o Ensemble Vocal Notas Soltas.

O grupo de dança Exibition, do Be Free, levou ao palco corpos em movimento que deram ao concerto uma nota muito particular, provando que o heavy metal também é dançável.

Segundo Joaquim Fernandes, baterista da banda, foi na verdade um concerto sensacional, quer pela partilha e cumplicidade que houve em palco entre músicos, como pela novidade que o concerto apresentou, numa demonstração de diálogos improváveis entre diversos tipos de Artes de palco.

Foram mais de duas horas de intensa actividade musical, com Chico Soares a interagir com muita graça, mas também com os novos valores da banda, a darem um ar do seu talento.

Nota máxima para Bruna Fernandes, ao piano, interpretando com Artur, uma bela balada de António Soares composta para dedicar à sua mulher, no emocionante momento de romantismo heavy metal.

Som poderoso, harmonias fortes, solos de guitarra cumpridos e densos em efeitos, enfim, um concerto que fez as delícias dos seguidores dos Xeque Mate e surpreendeu os que nunca tinham visto ao vivo a banda, mas que se renderam à sua qualidade e talento.

Integrado na programação oficial das Festas do concelho da Maia 2017 em Honra de Nossa Senhora do Bom Despacho, este magnífico concerto revelou-se uma excelente aposta, mesmo com todos os riscos de realizar um espectáculo desta natureza numa quarta-feira à noite.

Ana Margarida Rouxinol