,

A “Amigos Picudos” procura ajuda para equipar o centro de recuperação

A associação Amigos Picudos quer criar um Centro de Recuperação e Interpretação do Ouriço e para tal deu início a uma campanha de crowdfunding, que se iniciou a 18 de agosto e termina em 20 de setembro.

Com um objetivo de angariar 2500 euros nesta campanha para comprar diverso mobiliário para o futuro CRIDO (Centro de Recuperação e Interpretação do Ouriço), a associação conseguiu com esta campanha 1500 euros, sendo que ainda faltam cerca de 20 dias para angariar a verba a que se propôs.

Esta é uma associação singular em Portugal, a única que se dedica exclusivamente à preservação e proteção dos ouriços, no entanto o seu orçamento é demasiado curto para as necessidades.

Depois de um espaço garantido para se instalarem, cedido pela Câmara Municipal da Maia, a Amigos Picudos procura apoio para equipar o espaço. Assim, surgirá o CRIDO (Centro de Recuperação e Interpretação do Ouriço), espaço inteiramente dedicado aos ouriços europeus, espécie autóctone em declínio em toda a Europa.

A fundadora Clarisse Rodrigues pretende dar continuidade a um trabalho que tem realizado quase por carolice, num espaço improvisado, desde Janeiro de 2013.

O espaço para a instalação do novo centro está garantido, mas é preciso muito mais. Para além das obras, falta algum do recheio, como se pode verificar na descrição da campanha online.

Pretende-se comprar mesas e balcões em inox, estantes, cadeiras, autoclave, máquina de esterilização, incubadora, estetoscópio, material de enfermaria.

As campanhas online de crowdfunding são uma forma simples da sociedade civil se envolver em causas e de algumas instituições conseguirem algumas verbas para os seus projetos. Poderá consultar a campanha online em https://ppl.com.pt/pt/prj/crido e, naturalmente, contribuir.

Se a meta dos 2500 euros for atingida, o CRIDO poderá abrir portas ainda no Outono. E não são precisas grandes quantias para ajudar, pois os donativos começam em 5 euros e vão até aos 100.

E como é habitual neste tipo de campanhas crowdfunding, o contribuinte ainda recebe algumas lembranças, de acordo com o montante doado.

A Associação tem como missão:

• Encorajar e dar conselhos ao público sobre como tratar os ouriços, especialmente quando magoados, doentes, tratados cruelmente, órfãos ou qualquer outro perigo;

• Gerar recursos económicos e materiais para projectos relacionados com as espécies domésticas e autóctones;

• Dar a conhecer a situação da espécie autóctone e incentivar a ajuda e respeito por estes animais;

• Dar a conhecer as necessidades e o correcto tratamento a ter com as espécies domésticas.