A 4 de outubro assinala-se o Dia do Médico Veterinário

 

O próximo dia 4 de outubro é o dia do Médico Veterinário, sendo que nessa data a Ordem dos Médicos Veterinários organiza um ‘Open Day’, uma espécie de dia de visita livre e gratuita. A iniciativa realiza-se em parceria com diversos hospitais, clínicas e consultórios veterinários.

 

A iniciativa, a decorrer em todo o país neste mesmo dia, procura aproximar a comunidade da profissão e promover a imagem dos Médicos Veterinários e do seu papel para a segurança dos animais e da saúde pública.

 

A propósito da segurança dos animais, certamente que uma das temáticas a abordar com os participantes e visitantes das unidades de saúde veterinária serão os cuidados especiais e ter devido à entrada do Outono.

 

Apesar de ser um a estação que traz um tempo mais ameno e fresco, acarreta geralmente alguns problemas de saúde aos animais. Por isso é importante saber que o outono exige cuidados especiais com os animais de estimação.

 

Os donos de ‘pet’ precisam ficar mais atentos a esta época. Ela exige alguns cuidados para evitar doenças, principalmente as respiratórias e articulares. Com a chegada do outono teremos dias mais frios e chuvosos. Aquele friozinho à noite e pela manhã dão uma trégua para a sensação de calor que tinha durante o verão. Mas quem tem cão precisa ficar atento, já que as mudanças climáticas podem trazer mais suscetibilidade do amiguinho de quatro patas a alguns problemas.

 

A humidade e o frio aumentam os sintomas de dor em cães e gatos, principalmente nas juntas, sendo conveniente levá-los ao veterinário quando se encontram com dores para conhecer o melhor tratamento.

 

Uma das principais preocupações é com a gripe, causada pela mudança de tempo. Ela pode ser prevenida com a vacinação do seu animal. Outras infecções também podem acontecer em virtude da queda de temperatura.

 

Outra boa dica é usar roupas próprias para animais, principalmente, se eles têm pelo curto. Também é bom evitar que o animal, mesmo agasalhado, durma em locais com correntes de vento e exposto ao ar livre. No caso do banho, evite os horários matinais ou noturnos. E não deixe o animal de estimação se secar sozinho ao vento.

 

Outra situação a ter em atenção é a possibilidade de alergias de outono. É comum os cães terem erupções alérgicas na pele durante o outono. Nalguns casos, se observar que o seu cão tem tido mais espirros que o costume, começar a bufar ou roncar, é sinal que pode ter desenvolvido uma alergia ou rinite. Se notar que o seu cão está com uma reação alérgica, leve-o ao veterinário.

 

Quando o clima fica mais frio, muitas pessoas tendem a levar os seus cães a passear com menor frequência. É importante que o seu animal mantenha o mesmo nível de atividade que tinha no verão. Se desanimar no outono, imagine o que vai acontecer no inverno? Então, aproveite para deixar o seu animalzinho aproveitar o clima mais brando, cheirar as folhas que caem e, principalmente, manter os níveis de exercício e lazer, que são importantes para ele.

 

Também poderão ocorrer problemas oftalmológicos. Durante essa época do ano os problemas nos olhos dos animais também aumentam. O tempo seco reduz a quantidade de lágrimas produzidas, deixando-os mais vulneráveis à poluição, aos vírus e às bactérias. Mantenha a higiene da região dos olhos sempre em dia.

 

Há que ter atenção redobrada a infestações de carrapatos, que nos cães é outra das situação típicas do outono. Isso acontece porque as pastagens ficam mais secas, favorecendo consideravelmente a multiplicação da população do parasita. Portanto, aconselha-se a manter o seu animal mais afastado dos campos, pelo menos nesse período.